Go to Top

Não deixe de amar por medo de tentar

♪ Clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata no Spotify enquanto lê os textos ♥

Muitos dos textos que eu escrevi, diziam: “É melhor seguir em frente sem olhar para trás”, ou ainda, “Desista de quem não vale a pena!”… Provavelmente cheguei a estas conclusões após algumas desilusões e também porque eu já senti muito quando desistiram de mim, então nada mais normal que eu não quisesse passar por esta dor novamente.

No entanto, no último video que eu gravei (clique aqui para assistir), eu disse que aprendi muitas coisas novas de uns tempos pra cá e que algumas das minhas verdades foram reconstruídas. Hoje me sinto mais madura e consigo entender que as pessoas são tão diferentes umas das outras que simplesmente não há como generalizar. Não tem como julgar alguém, ou alguma situação, tomando como base algo que aconteceu no seu passado.

Os sentimentos mudam, as pessoas mudam e, da mesma forma que bons momentos são únicos, maus momentos também são, portanto cada novo momento merece uma nova chance. Você não precisa ter medo de se entregar, de falhar. Pode ser sim que você se decepcione mais uma vez, que se frustre de volta, isso é tão incontrolável quanto respirar. Mas eu te garanto que pior que a dor da decepção, é viver uma vida baseada em orgulho e angústia por não ter arriscado algo que poderia te fazer realmente feliz!

Hoje, pensando bem, não me arrependo nenhum pouco de todas as chances que eu já dei. É bem verdade que nem todos souberam valorizar esta nova oportunidade, mas pelo menos eu fiz a minha parte e fui sincera comigo mesma, então o azar não é meu, é todo de quem me perdeu. Se me resta algum arrependimento, é somente pelas chances que eu não tive coragem de dar. Por cada ponto final que eu coloquei, antes de chegar ao fim. Algumas vezes eu segui em frente por puro medo de me magoar novamente, mas me vi confusa e acabei me magoando muito mais…

Sabe, eu continuo acreditando no amor próprio, mas entendi que perdoar não é se humilhar e que algumas vezes é preciso sim olhar pra trás, não para viver no passado, mas para entender o que realmente aconteceu e tirar as lições que você precisa pra seguir em frente com a cabeça e também com o coração tranquilo. No fim do dia, quando você deita a cabeça no travesseiro, não importa o que os outros pensam a seu respeito, apenas se você está em paz consigo mesmo.

Tem que haver um equilíbrio. Você não deve insistir em quem já desistiu de você, mas também não deve deixar de amar por medo de tentar. Então faça o que tem vontade, diga o que quer dizer e esgote este sentimento pra depois não mergulhar no abismo do “e se…?”. Quando parecer muito difícil dar uma chance a alguém, perceba que não é sobre o outro merecer, esta é uma chance que você precisa dar, principalmente, pra você!

Vem me acompanhar no snap e no insta: @milenedamata ♥
Inscreva-se no meu canal do YouTube clicando
 aqui 
E acompanhe A Terapia de Alice também no Instagram ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *