Go to Top

Não sei amar pouco, nem viver pela metade

♪ Clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata no Spotify enquanto lê os textos ♥

 

Não é irônico perder uma oportunidade de ser feliz por puro medo de sofrer? Eu simplesmente não consigo entender essa mania que as pessoas tem de viver no meio termo, dosando sentimentos. Sinto muito, mas eu não sei sentir pouco. Nunca soube amar pela metade, mas também não consigo amar por dois. Tem que ser recíproco, sabe? Tem que ter sintonia, olho no olho e aquele abraço que faz o tempo parar e o coração (dos dois) acelerar. Se não for de corpo e alma, não me interessa.

A verdade é que “joguinhos” não servem pra mim. Eu detesto ter que fingir que não me importo e não suporto a ideia de ter que esperar até o dia seguinte pra mandar uma mensagem. Eu quero ligar agora sabendo que serei atendida e que do outro lado da linha tem alguém que está feliz por ouvir a minha voz. Quero confessar as minhas angústias e dar risada de coisas bobas… e da mesma forma que eu me entrego assim, eu espero que o outro faça o mesmo por mim.

Dar a cara a tapa dói sim, não vou mentir. É difícil ser transparente em um mundo onde todo mundo tenta camuflar o que sente. Dá medo de parecer exagerada demais, de se expor demais, de se magoar demais. Mas prefiro que seja assim do que viver uma vida morna, cheia de palavras não ditas, desejos reprimidos e sufocada por arrependimentos. Hoje em dia, sinceramente, eu já não ligo se disserem que é exagero da minha parte, a única coisa que eu não consigo admitir é viver uma vida pela metade.

Vem me acompanhar no snap e no insta: @milenedamata ♥
Inscreva-se no meu canal do YouTube clicando
 aqui 
E acompanhe A Terapia de Alice também no Instagram ♥

2 Respostas para "Não sei amar pouco, nem viver pela metade"

  • Analia
    5 de junho de 2017 - 10:49 Responder

    Aquele textinho que responde todas as suas duvidas.. como lidar?
    ameei ameii ameii..
    simplesmente

  • Engineer Tomorrow
    10 de junho de 2017 - 22:28 Responder

    Sempre que entro para ver novos post, me deparado com cada parte da minha vida.
    Tem me ajudado muito e tudo que leio, fico imaginado se só eu que penso assim… se era exagerado da minha parte se entregar de mais e querer reciprocidade. E vendo o texto agora sei que não tenho que mudar e simplesmente avisar de quem quiser entrar na minha vida, que será nada pela metade… “Tudo ou nunca mais”. Obrigado por nos ajudar a nos compreender, continue assim essa pessoa maravilhosa que ajuda nos guiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *