Go to Top

Filhas de vinte e poucos anos e suas Mães

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Já parou para pensar quando foi a última vez que você ensaiou uma coreografia de alguma música (“Você é Linda” do Caetano Veloso sempre foi uma das mais pedidas) para a apresentação de Dia das Mães do colégio? E qual foi o último presente que você fez para ela? E as cartinhas com letras desproporcionais e declarações puras e sinceras para a mulher que te colocou no mundo, quando foi a última que você entregou uma? Faz tempo, não é mesmo!?

Ainda, arrisco dizer, que ao longo desta semana você relembrou (ou até mesmo descobriu) que esse domingo é Dia das Mães, mandou um whatsapp aflito para seu irmão contando a novidade, e juntos iniciaram um difícil jogo de trivia para descobrir qual seria o melhor presente para ela. Depois, foi ao shopping, encontrou o tal do presente, e saiu de lá orgulhosa, pensando em como vai fazer para entrega-lo antes daquele almoço sensacional, que provavelmente será preparado pela homenageada do dia.

Com alguns detalhes e tradições a mais ou a menos, os últimos Dias das Mães que você lembra devem ser bem parecido com isto. Mas, devemos nos preocupar? Não, podemos ficar tranqüilas! Somos filhas de vinte e poucos anos, e assim como nós crescemos com o passar do tempo, a relação que temos com as nossas mães também amadureceu. Ter um dia do ano totalmente dedicado a elas é lindo e gera uma comoção geral, mas hoje sabemos que o amor que temos por nossas mães está muito mais no dia-a-dia.

Mesmo assim, quero usar esta data para deixar claro: mães, nós te amamos incondicionalmente! Mãe, eu te amo incondicionalmente! Posso citar aqui diversas situações em que este amor é traduzido nas ações mais corriqueiras: das vezes que tomamos um café (eu um café, e minha mãe um refrigerante zero açúcar), às vezes que ficamos arrumando a cozinha bem devagar só para prolongar a conversa, àquela mensagem no meio do dia para discutir o cardápio do jantar ou almoço de domingo, até aqueles momentos que viro frágil e só ela pode me consolar!

Cada filha de vinte e poucos pode relatar inúmeras histórias em que constatou: “mães são lindas” (essa normalmente é a conclusão que tiro com as minhas amigas quando falamos de alguma coisa excepcionalmente simples e fantástica que aconteceu junto a elas), pois o amor e cuidado que elas demonstram vale tese de doutorado.

Realmente, não somos mais aquelas crianças fofas que dançam e catam “você é linda mais que de mais, você é linda sim” da forma mais descoordenadamente encantadora possível, mas agora, somos mulheres (mães e filhas) que compartilham a vida com a mais tremenda sincronia existente! Como representante do grupo das filhas ainda digo: deitamos a cabeça no travesseiro tranquilamente todos os dias, pois reconhecemos que temos o conforto do maior amor do mundo, que é o de vocês! Feliz dia das Mães!

7 Respostas para "Filhas de vinte e poucos anos e suas Mães"

  • Bruna Baue
    10 de maio de 2014 - 16:36 Responder

    Só pra constar: voce acaba emocionar mae e filha :)

    • mylenagama
      11 de maio de 2014 - 23:02 Responder

      Ah, vocês são lindas mesmo! Obrigada pela visita ;)

  • Dinah
    11 de maio de 2014 - 22:12 Responder

    Eu sou a linda da Mariana e da Juliana e amei …. Parabéns!

    • mylenagama
      11 de maio de 2014 - 23:03 Responder

      Parabéns pelo seu dia dona Dinah! Obrigada pela visita aqui no blog, um beijo

  • Ilka
    11 de maio de 2014 - 23:29 Responder

    Amei cada palavra!! Lembrei das apresentações do colégio onde eu chorava sempre!!! O tempo passou e continuo me emocionando quando o assunto é o amor que nos une minha filha linda!!

    • mylenagama
      14 de maio de 2014 - 23:54 Responder

      Mami, o amor que sentimos uma pela outra só aumenta e se fortalece com o passar do tempo! Minha linda! ;)

  • Valeria
    6 de maio de 2015 - 20:27 Responder

    Lindo texto! Nao vale fazer chorar ne!!! Bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *