Go to Top

Ih, fiquei careta?

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Há pouco tempo, uma amiga comentou comigo, que comentaram com ela (disse que me disse mesmo) que “antes a Mylena era tão louquinha e hoje ela é até meio caretinha”. Achei engraçado, dei uma risada descolada só pra contrariar o comentário, mas depois pensei e vi que tinha certa verdade naquilo!

Para uns, ser careta é elogio, para outros um defeito, como ainda não escolhi meu lado, fui consultar o  Oráculo Yahoo Respostas (só ele rende vários posts, são muitas pérolas reunidas em um único domínio, indico a visita!) para entender o entendimento popular do termo “careta”, eis o que eu encontrei:

“Pessoas que fazem aquilo que julgam ser correto e não seguem modelos bons ou ruins impostos pela sociedade são considerados caretas. No mundo em que vivemos hoje em dia, é preciso ser careta em milhares de situações. Isso significa ser cauteloso.”  Indiana  

“É ser certinho e não seguir muito as tendências da moda e do pensamento moderno.” Carlos A. (Lembra das pérolas!?)

“Ser ‘careta’ hoje em dia, é não aceitar as mudanças que já aconteceram, nesse mundo moderno.” Luiza

“Ser careta é ser uma pessoa mais tradicional, o que não tem o menor problema. A caretice só não é legal quando a pessoa é chata e moralista, o que é bem diferente de moral.” Andróide – sem parar – (O nome do autor não é o mais confiável, mas gostei desta ideia)

A riqueza das respostas é incrível! Ainda teve gente que disse que ser careta é não saber cantar música da Pitty, que é ser religioso ou não usar drogas. Boa parte das respostas vão mais pro lado cômico do que reflexivo, mas no geral, o que me parece é que ser careta é ser mais certinho mesmo. Faço das palavras do Marcelo Adnet as minhas: “no meio dos hippies, sou careta, no meio dos caretas, sou hippie“.

No final da história, eu aceito e concordo que me tornei “meio caretinha”, mas acho que isso é uma das consequências de ter uma coleção mais volumosa de primaveras. A única coisa que me recuso é não cansar de “tanta babaquice, tanta caretice, desta eterna falta do que falar”, porque aqui ainda existe uma louquinha que honra as ideias de seus heróis que se não morreram de overdose, morreram de causas nada caretas.

, , , ,

0 Respostas para "Ih, fiquei careta?"

  • Renatha
    25 de junho de 2014 - 22:51 Responder

    Myh, que texto incrível!!!
    Adorei!

    • Mylena Gama
      2 de julho de 2014 - 22:32 Responder

      Obrigada, Rezinha! Volte sempre, hein!? Beijos

  • Ilka Barreto Gama
    26 de junho de 2014 - 10:25 Responder

    Acho que a melhor definição é realmente esta ““no meio dos hippies, sou careta, no meio dos caretas, sou hippie“.

    • Mylena Gama
      2 de julho de 2014 - 22:31 Responder

      Um dos maiores dilemas da humanidade ou pelo menos da minha vida! hahah beijos

  • Ih, tô vivendo uma crise de identidade? |
    29 de junho de 2014 - 22:34 Responder

    […] ouvi de um amigo quando percebeu que eu raspei o cabelo. E essa frase, somada ao post da Mylena “Ih, fiquei careta?” me fez refletir sobre a Priscila que eu sou […]

  • Maisa
    30 de junho de 2014 - 19:42 Responder

    Adorei o texto!!!!

    • Mylena Gama
      2 de julho de 2014 - 22:31 Responder

      Obrigada, Maisa! Volte sempre aqui, hein? Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *