Go to Top

Provas amadurecidas de amor

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Ele acha que ela é uma gatinha. Ela acha que ele é um cara muito massa. Eles saem. Se apaixonam. Ele pergunta sem parar “por que tão linda?”. Ela não acredita que um cara como ele possa estar realmente a fim dela. Eles começam a namorar, nunca brigam – no máximo discordam em algumas coisas.

Eles conhecem a família um do outro, postam fotos e declarações apaixonadas nas redes sociais, viajam, têm amigos em comum, ele vira amigo do irmão dela e ela da irmã dele, ela sai pra passear com a sogra. Estão sempre juntos, passam o final de semana grudados e completam o primeiro ano de namoro.

Ela sente o amor dele sendo provado todos os segundos. Eles casam. Moram juntos. Dividem a cama, o chuveiro, o vaso sanitário e as contas de casa. Ela tem a mania de deixar os sapatos espalhados pela sala quando chega em casa. Ele insiste em fazer as cadeiras de cabide e pendurar os casacos. Ela sempre está com as chaves de casa perdidas. Ele nunca abaixa a tampa da privada.


Ela nunca mais sentiu aquelas provas de amor, nem por um segundo. Ele acha que ela está sempre ocupada com o trabalho e outras coisas. Ela procura desesperadamente uma forma de sentir todo aquele romance de quando se conheceram. Mas ele não existe mais. As provas de amor passaram de um simples “por que tão linda?” para cada dia que ele sai pela casa juntando os sapatos dela sem reclamar. Ela esta sim sempre ocupada, mas dessa ocupação inclui-se perder algum tempo guardando os casacos dele no lugar certo. Não é que o amor não existe mais – ele amadureceu. Agora ele demonstra o amor cozinhando para ela todas as noites para que ela tenha almoço no dia seguinte, e ela demonstra levando aquele cafezinho na cama de manhã, separando as meias do jeito que ele gosta, anotando três meses antes do aniversário dele num caderninho todas as coisas que ele, por acaso, comenta que gostaria de ter. Ele a acompanha em todos os eventos que acha insuportavelmente chato, e alguns desses eventos ela recusa só para ver a cara dele de aliviado por não precisar ir.


No fim das contas, o importante é saber reconhecer as provas de amor, porque as vezes, elas estão disfarçadas naquele dia em que ele estava trabalhando em outra cidade e se deu ao trabalho de  programar o envio de um presente de Dia dos namorados para chegar exatamente no dia 12, ou que ela deixou o ciúmes de lado, e deu para ele uma sessão de massagens – que ela sabe que é uma outra mulher que vai fazer – só porque ele precisa e merece relaxar. O amor está ali… amadurecido.

 Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAlicePrile

, , , ,

7 Respostas para "Provas amadurecidas de amor"

  • julyana
    8 de julho de 2014 - 00:00 Responder

    Que lindo

  • Luiza
    8 de julho de 2014 - 22:50 Responder

    Lindooooooo Pri! É exatamente isso……. Amei mtooooo!

  • Aluma Gogola
    14 de julho de 2014 - 12:51 Responder

    Adorei!!!! O amor amadureceu! Parabéns minha amiga, arrasou!!!!!!!!!!!!

  • Luana
    20 de julho de 2014 - 22:28 Responder

    Muito bom Prisci!

  • Natali Camargo
    18 de julho de 2015 - 13:03 Responder

    Palavras fazem todo o sentido como desperta emoções, parabéns ! Lindoo

    • a terapia de alice
      24 de julho de 2015 - 10:16 Responder

      Obrigada!! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *