Go to Top

Tire a máscara, seja você mesma

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Ele tinha esquecido o aniversário de namoro na semana retrasada, ela não disse nada, engoliu a decepção e seguiu em frente. O marido não reparou no corte de cabelo, ela ficou chateada e não cozinhou nos dias que seguiram. O chefe pediu para resolver um problema, ele resolveu com êxito, o cliente adorou, mas nem parabéns dos superiores ele recebeu. Deu um presente caro pro amigo, mas no fim não foi agradecido com o carinho que deveria. Analisando friamente esses comportamentos, não julgo essas pessoas, mas confesso, tocar num assunto que me magoa é complicado, é como ficar pelada na frente de alguém que acabei de conhecer.

Tirar a roupa na frente de alguém que acabei de conhecer é péssimo. Não quero que ele olhe pras minhas pernas, tomo muito refrigerante e tenho várias celulites, aliás, tenho um problema sério com as minhas pernas, elas tão mais pra Olivia Palito do que pra Sabrina Sato. Que situação constrangedora, e no mínimo embaraçosa. Como tirar a roupa na frente de alguém que você mal conhece, e ficar ali, com os seus defeitos, imperfeições à mostra?

Quero falar sobre de um outro tipo de nudez, a nudez da alma. Quantas vezes nos vestimos com as melhores roupas que podemos comprar, Lacoste, Calvin Klein, HM, Gucci, Chanel, mas nos escondemos atrás de uma máscara para que ninguém olhe pra dentro de nós? É quase uma fantasia: você me magoa, mas eu finjo que esta tudo bem e não reclamo de nada. No fim, acabo me acomodando e tratando você de maneira ríspida esperando que você adivinhe o que eu estou sentindo,

Não quero mais viver dessa forma tão superficial, e te convido a vir comigo acertar suas pendências. Quantas vezes nós nos fechamos e não dizemos o que temos para dizer para as pessoas que mais amamos e importam pra nós? Analisando o fato de estar pelada na frente de alguém que mal conheço chego à conclusão de que precisamos depositar certa dose de confiança em alguém para que ele nos conheça do jeito que realmente somos. Então porque a moça do começo do texto não disse que ficou chateada com a desatenção do namorado? Então porque a esposa não abriu o coração para o marido dizendo que cortou o cabelo? Porque o funcionário não chegou ao chefe e expôs a sua opinião? Se o rapaz do último exemplo era amigo do outro, ele tinha liberdade para expor o que estava sentindo.

Simples situações podem virar grandes problemas se não tratados no início. Resolva o que te feriu, se abra, desabafe, esperneie e depois peça perdão. Tire a roupa na frente de alguém que importa pra você, mas saiba quando, onde e com quem. Tire todas as máscaras que você carrega, a de compreensiva, de legal, de conformada. Seja sincera com o próximo, não transforme relações saudáveis em um peso, não tolere o que te incomoda. Seja corajosa, seja transparente, estou com você e também quero ser como o vidro, quem sabe um dia eu não me transformo num diamante?

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAliceNatalia

18 Respostas para "Tire a máscara, seja você mesma"

  • thomaz ulisses
    10 de dezembro de 2014 - 15:34 Responder

    Ser você mesmo, e antes de tudo não só reconhecer as suas falhas e limitações, mas também ter sabedoria e humildade para lidar com elas. Excelente texto! ;)

    • nahsilveira
      18 de dezembro de 2014 - 13:52 Responder

      Sim, principalmente ter humildade pra reconhecer né? :)

  • Andressa
    11 de dezembro de 2014 - 09:19 Responder

    Muito bom ♡

    • nahsilveira
      18 de dezembro de 2014 - 13:52 Responder

      <3

  • milenedamata
    11 de dezembro de 2014 - 12:12 Responder

    “Fique nu na frente de alguém que importa pra você, mas saiba quando, onde e com quem.” Excelente mesmo! Parabéns, amadi! <3

    • nahsilveira
      18 de dezembro de 2014 - 13:51 Responder

      Obriii! Por todo o incentivo e preocupação principalmente <3

  • Nathalia puente
    3 de abril de 2015 - 11:44 Responder

    Que texto lindo!!! Virei fã do blog. Faço cada palavra citada, minhas palavras. Parabéns

    • a terapia de alice
      6 de abril de 2015 - 09:41 Responder

      Olá Nathalia, tudo bem? Que bom que esta gostando, continue acompanhando, vem muita novidade por aí! A música é Walk do Foo Fighters, mas na voz da Veronica Marchi. :)

  • Luíza
    3 de julho de 2015 - 19:27 Responder

    Esse texto foi escrito pra mim, especialmente pra hj!! Ter coragem de falar aquilo que está te magoando :'(

    • a terapia de alice
      10 de julho de 2015 - 14:58 Responder

      Luíza, não deixe que esses sentimentos tirem o seu sorriso ok? Um beijo ♥

  • Tiago Silva
    4 de julho de 2015 - 05:18 Responder

    Adorei o texto, se despir de seus medos faz parte do amadurecimento e te coloca na situação para que resolva as pendências.

    Fiz isso meses atrás com uma ex namorada,depois de um ano na Europa retornei e disse tudo o que estava engasgado e que aos poucos me sufocando, a vida já tinha tomado um outro rumo e da parte dela não tinha mais sentimento algum mas mesmo assim disse olhando nos olhos dela o quanto a amava e sua importância na minha vida.

    Alguns amigos e amigas me criticaram como todos nós podemos imaginar alguns conselhos não é verdade!rs Mesmo sem obter exito fui e me despi tirei aquela capa de forte e desabei, hoje estou me erguendo novamente ela já tem um novo parceiro e independente de quem seja desejo a felicidade de coração.

    Vivemos neste mundo maluco aonde não conseguimos expor nossos sentimentos e vontades mas ai eu pergunto porque? São coisas que no fundo não tem uma lógica mas que nos afeta muito.

    No meu trabalho com fotografia mulheres que muitas vezes conheci no dia do ensaio ficam nuas ou semi e abrem o coração contando de várias angústias e sofrimentos que seus companheiros (as) deixa passar em branco,quantos papos ficam para trás quantos momentos são deixados de lado.

    Converso mais do que fotografo porque estabelecemos um elo ali de confiança para que a mesma sinta-se confortável de se despir na frente de um estranho, o resultado são fotos que devolvem de certa forma a coragem que estava ali escondida e como um passe de mágica retorna.

    O legal é receber depois emails ou mensagens no whatsapp dizendo :”- Olha depois destas fotos me senti tão bem que resolvi minha situação!”, “- Conversei estou mais leve!”, entre outras coisas.

    Contei resumidamente minhas experiências tanto pessoais quanto profissionais que se enquadram ao meu ver no texto.

    Natália que texto sucesso!Bjs

    • a terapia de alice
      10 de julho de 2015 - 15:00 Responder

      Oi Tiago, obrigada pela atenção e pelo seu comentário. Mesmo quando a vida já tomou outros rumos, é importante “desafogar” esses sentimentos que nos sufocam. E que legal que você é fotógrafo, é uma profissão linda que nós amamos muito, parabéns pelo belo trabalho com essas mulheres, um beijo ♥

  • Nathalia Canassa
    4 de julho de 2015 - 08:12 Responder

    Amo os textos! São otimos! :) Fã desse blog já!

    • a terapia de alice
      10 de julho de 2015 - 15:00 Responder

      Nath, nós é que somos sua fã, obrigada por tanto carinho ♥

  • Janaina Azevedo
    3 de dezembro de 2015 - 14:16 Responder

    Sou fã! Incrível como pode me descrever tão bem … Rs (precisava ler isso, especialmente hoje) *não tolerar o que incomoda…Exatamente!

    • a terapia de alice
      9 de dezembro de 2015 - 14:37 Responder

      Jana sua linda, obrigada pelo comentário! ♥

  • Fernanda de Castro Paixão
    25 de maio de 2016 - 19:36 Responder

    Amo esses textos, Parabéns. Amei esse me fez repensar nas minhas atitudes. obrigada Meninas <3

    • a terapia de alice
      26 de maio de 2016 - 18:23 Responder

      Oi Fer, obrigada pelo carinho, ficamos muito felizes em saber que fazemos você repensar. Continue com a gente. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *