Go to Top

Ame as baixinhas!

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Pintora de rodapé, surfista de aquário, alpinista de meio fio… Quem nunca foi a primeira de uma fila por ordem de tamanho, não sabe o que é sofrer bullying!
Você, que vai a shows ao vivo somente para escutar a voz do seu cantor favorito (com muita sorte você o verá no telão!) e que quase morre sufocada nas costas alheias no meio da multidão, sabe do que eu estou falando.

Não é fácil. E não pense que tudo se resume à “piadinha”, porque a vida real é ainda mais difícil! Pra começar, vivemos de dieta. Aquele cálculo do IMC (Índice de Massa Corporal) não nos favorece. Passamos a vida tentando pesar 35 kg para estar dentro dos padrões de magreza da sociedade (este seria, aproximadamente, o peso de Gisele Bündchen se ela, por acaso, tivesse 1,50 de altura. Mas a Gisele não sabe do que eu estou falando…).

Sair é sempre um constrangimento! Começa quando você quer comprar uma roupa e descobre que não existe nada para o seu tamanho. Ok, digamos que você comprou aquele vestido P adulto e mandou fazer a barra (fica só entre nós se você comprou na seção infantil), mas o problema não termina aí. Logo começa outro dilema: sua maioridade será questionada, por isso, esteja o tempo todo com o seu RG em mãos. E desencana, pois você sempre terá uma amiga que chamará mais atenção na balada. Não é questão de beleza ou simpatia, simplesmente ela está dentro do “campo de visão masculino” – coisa que você só consegue se for em uma rave e pular bem alto (mas não faça isso, tá!). Pra fechar a noite com chave de ouro, você é a motorista da rodada. Daí você  puxa totalmente o banco do carro e, disfarçadamente, tenta dar aquela puxadinha extra, só para ter certeza que não vai um pouquinho mais pra frente. Mas não. Aquilo é o máximo mesmo e você terá que dirigir na ponta dos pés.

As pessoas perguntam “quanto você tem de altura?”  como se você fosse um objeto a ser estudado. Outras, mais ousadas, querem te pegar no colo sem a sua permissão. E ainda questionam a nossa fama de invocada!!! É pura autodefesa, a vida aqui embaixo é bem mais complicada. Mas apesar de tudo isso, eles casam com as baixinhas. ♥

E não é pra menos, baixinhas são divertidas e bem humoradas. :) Afinal, são tantas situações constrangedoras que é necessário desenvolver um fino senso de humor, questão de sobrevivência. Elas ainda conseguem ser delicadas mesmo com um salto 15 (“ficar maior que ele” nunca será um problema), é fácil amá-las. Baixinhas são pequenas grandes mulheres! E, o mais importante: cabem em qualquer abraço. <3

Portanto, para o sortudo que encontrou a baixinha da sua vida, uma dica: case-se com ela! :D Nem pense naquela história “dos males o menor”, não é nada disso. É que casar com uma baixinha é realmente vantajoso: é muito mais, em menos espaço. ;)

♥ VEM ACOMPANHAR TAMBÉM
(clique para seguir)
NO INSTAGRAM:
@milenedamata|@aterapiadealice
YOUTUBEFACEBOOKTWITTER

 

 

, , ,

21 Respostas para "Ame as baixinhas!"

  • rtmmuller
    18 de janeiro de 2015 - 23:54 Responder

    Amo cada milimetro dessa minha baixinha =)

    • milenedamata
      20 de janeiro de 2015 - 09:50 Responder

      Lindo! Eu que te amo! <3

  • Telma.
    20 de janeiro de 2015 - 10:01 Responder

    rsrsr tudo verdade

  • kelly
    20 de maio de 2015 - 10:02 Responder

    Amooo as matérias de vcs, Mais essa é perfeita!
    Explica exatamente como e nossa vida, “das pequenas grandes mulheres”, Que são nós, baixinhas!!!!

  • Alice
    20 de maio de 2015 - 14:57 Responder

    Adorei!

  • Jessica Nascimento
    21 de maio de 2015 - 08:46 Responder

    Perfeito! Identificação total rs
    Parabéns Mi. ❤

  • Karen L.S.Lopes
    25 de maio de 2015 - 10:47 Responder

    Texto maravilhoso!!!! Super me identifiquei nele <3

  • Beatriz
    4 de novembro de 2015 - 00:35 Responder

    Nossa, identificação total! Só as baixinhas sabem o que é passar por tudo isso e ainda de bom humor rsrs
    Parabéns pelo artigo! Muito bacana ;D

  • vaninha
    5 de novembro de 2015 - 00:37 Responder

    Adorei o texto…me identifiquei…
    Seus textos são maravilhosos

  • Ana Carla
    26 de dezembro de 2015 - 17:23 Responder

    Amei, me identifiquei haha. Afinal toda baixinha tem a sua qualidade.

  • Debora
    26 de dezembro de 2015 - 20:45 Responder

    É tudo isso mesmo!!!! Ameii !!! :)

  • Jaqueline
    27 de dezembro de 2015 - 19:46 Responder

    Eu gosto de chamar de TDBC
    Tudo De Bom, Compacto

  • Valeria Monteiro
    28 de dezembro de 2015 - 21:39 Responder

    Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei o site e mais ainda o post. Motivador, e sempre bom saber que existem pessoas que sabem da valor as melhores coisas da vida e nao se prendem aos padroes. Amo ser baixinha!!!!

  • Adailton
    29 de dezembro de 2015 - 11:59 Responder

    Quanto você tem de altura Milene ?

    rsrsr curiosidade.

  • Andreia
    4 de fevereiro de 2016 - 20:38 Responder

    A-M-E-I

    Gente me senti descrita nesse texto, amei demais mesmo. Aliás, conheci o blog recentemente e estou amando <3

  • Gabriela
    11 de março de 2016 - 18:22 Responder

    Ai meu Deus, que texto mais lindo. Me emocionei :’)
    Obrigada, amo minha altura, amo ser baixinha <3 ^_^

  • Jessica
    6 de maio de 2016 - 12:36 Responder

    Falaram de mim! *-*
    Tudo tem os prós e os contras, tenho 1,57, me sinto mal por ser sempre a menor, com as amigas na faculdade, nos meio dos primos, na rua, porém, quando é pra ficar juntinho, no cantinho do sofá com o love, é tudo de bom ser mini!

  • Carol
    6 de maio de 2016 - 12:40 Responder

    Tudo verdade *-* amei o texto!

  • Samantha
    26 de junho de 2016 - 20:31 Responder

    Hahahah amei esse post!
    Nós baixinhas somos toco de amarrar jegue!!!

  • Nathanny
    1 de agosto de 2016 - 11:12 Responder

    ameeeeei, eu tbm tenho um metro e cinquenta e um <3

  • Gleice
    8 de dezembro de 2016 - 09:28 Responder

    Eu me identifiquei muito muito .. tenho 1,55 Me acho uma anã uma smarfu sei lá…. mais fazer o que ne … mais muitas das vezes é bom ser baixinha,vcs só esqueceram de falar quando uma baixinha quer arrumar namorado gente é meio complicado tbm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *