Go to Top

Como escolher as madrinhas do casamento

Leu o último texto e está achando que ser madrinha de casamento não é tarefa fácil? Pois eu te garanto uma coisa: Escolher essas madrinhas é uma missão quase impossível! Se você é noiva e está vivendo este drama, preste atenção nos conselhos de quem já sobreviveu a este período difícil, pois a sua vida pode ser bem mais simples.

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-2

Já escrevi um texto citando esta dificuldade (leia clicando aqui 5 coisas que você precisa saber sobre ser noiva), mas agora posso falar com mais propriedade sobre o assunto e te ajudar nesta escolha tão importante! Pra começar, faça uma lista das suas melhores amigas… não. Não é assim que se escolhe madrinhas de casamento.

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-15

Este é o primeiro erro que noivas iniciantes cometem (e, com raras exceções, somos todas iniciantes! :D ). Nem tente colocar todas as suas amigas no altar porque não vai caber. E também não faz sentido, além de ser injusto, pois as não escolhidas ficariam com aquele sentimento de “não sou amiga suficiente para ser convidada para madrinha de casamento” (lágrimas e coração partido). Então, amiga-linda-que-não-foi-convidada-para-ser-madrinha, CALMA! Este convite não é um troféu de amizade – se bem que todas as escolhidas devem se sentir vencedoras, pois esta é uma escolha muito, muito criteriosa.

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-10

Se os noivos começarem a escolha por aí, além de magoar muita gente, correm o risco de acabar convidando aquela pessoa que super fazia parte da vida de um dos dois na época de solteiro, mas que é alguém que não está nem aí para o matrimônio. Não faça isso! Convide esta pessoa para festa, beba com ela,  curta horrores! Mas não a chame para abençoar a sua união, porque este tipo de pessoa não vai agregar valor nenhum ao seu casamento e ainda pode lhe trazer algumas dores de cabeça. Amigos, amigos, padrinhos a parte! Escute (leia!) o que eu estou te falando! Também não chame ninguém por educação.
Tá, então, por onde começar a escolha das madrinhas? Bom, já que este é o momento em que você e o amado se tornam uma só carne, sugiro que vocês comecem a lista pensando nas pessoas que torcem pelo casal.
madrinha_instagram

naty_madrinha

É importante também que os padrinhos, especialmente as madrinhas, sejam pessoas bem próximas. Apesar de não se tratar de um troféu para “as mais amigas”, elas precisam te amar o suficiente para aguentar todos os seus pitis! HEHEHE! :D Presente caro é o de menos! Importante mesmo é que as suas madrinhas estejam lá durante todo o período que antecede o casamento, ajudando a organizar o chá de panela, o chá de lingerie, a despedida de solteira, arrumando o seu vestido, secando as suas lágrimas e, acima de tudo, te incentivando a não desistir do seu casamento! Sim, 99% das noivas pensa em fugir, ou se matar. Isso não tem nada a ver com o noivo (se tiver, é pepino, hein amiga!), é apenas uma tentativa de fuga de alguém que acha que não vai dar conta. Pode ser que você faça parte deste 1%, mas confesso que eu faço parte da maioria esmagadora! Já contei aqui que pensei que morreria! E, se hoje eu estou viva escrevendo este texto, devo tudo às minhas madrinhas. <3

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-3

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-5

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-12-2

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-11

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-13-2

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-4

Sim, minhas madrinhas são todas lindas! <3 E sobre a quantidade, outra dica: não sofra com isso. Uma vez que você escolha as pessoas que são importantes na vida do casal, não se importe tanto com o resto. Eu sou abençoada por ter por perto muitas pessoas que contribuíram positivamente para o meu relacionamento. Se você também é dessas, convide todo mundo! Caso a igreja não permita a entrada de todas, faça uma entrada diferenciada na festa e tu-do-bem! Elas vão entender. Não se preocupe com a quantidade, eu escolhi várias madrinhas e não me arrependo de nenhuma escolha. Pelo contrário, deveria ter escolhido mais! Porque, no final das contas, pra que sofrer tentando chegar a um número restrito? Se a sua vontade for essa, ótimo! Mas se quiser ter muitas madrinhas, não tem problema. Lembre-se: o casamento é seu!

casamento_madrinhas-8Something Blue…

madrinhas_casamento_milenedamata_ninavilasboas-7Fotografia: Nina Vilas Boas

Sobre a cor do vestido, coreografia das madrinhas, ou qualquer outra coisa que faça parte dos seus sonhos para o grande dia, eu garanto: madrinha que é madrinha vive este dia como se fosse o dela. E é! Então fique tranquila que elas vão comprar todas as suas ideias (só não vale abusar! hee!). Acredite, elas estão vivendo verdadeiramente tudo isso com você e vão te apoiar nos momentos que você mais precisar, antes e depois do casamento. Por isso faça esta escolha, acima de tudo, com muito amor! Essas pessoas não devem durar apenas um momento, devem ser escolhidas para uma vida inteira. <3

♥ VEM ACOMPANHAR TAMBÉM
(clique para seguir)
NO INSTAGRAM:
@milenedamata|@aterapiadealice
YOUTUBEFACEBOOKTWITTER

 

, , ,

4 Respostas para "Como escolher as madrinhas do casamento"

  • rtmmuller
    14 de janeiro de 2015 - 19:57 Responder

    Realmente Deus nos abençoou nas nossas escolhas meu amor! Excelente texto, espero que ajude futuros noivos!

  • Polianne sacramento
    10 de julho de 2015 - 00:37 Responder

    Fico imprecionada com cada texto,e tudo tão intenso,tudo tao real,são realidades vividas por muitas pessoas,são dicas,são verdades,é tudo muito lindo,nos mostra oque queremos é oque realmente sentimos,não pare de alguma forma ajudar as pessoas com esses textos tão cheio de vida é verdade,parabéns pelo o trabalho….

    • a terapia de alice
      10 de julho de 2015 - 12:13 Responder

      Polianne, ler comentários tão lindos quanto o seu nos faz muito felizes! Obrigada por acompanhar, incentivar e desejar tantas coisas boas para A Terapia de Alice. Tudo o que fazemos é por vocês ♥

  • Mirella Costa
    16 de julho de 2016 - 22:29 Responder

    Maravilhoso o texto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *