Go to Top

Dá a cara a tapa, garota!

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Quem está na chuva é para se molhar, sem hipocrisia e sem aparências. Caiu? Levanta. Quer começar do zero? Começa. Só não vem com essa de “o que vão pensar?”. Sai fora. Tento ter orgulho de tudo o que vivi na vida – dos momentos gloriosos, dos comuns e dos “menos populares”, é minha vida, pô. Gosto da ideia de escrever minha história na areia da praia ou na calçada. Que lindo e que livre!

Ter coragem é difícil, é assustador, mas quando essa barreira é rompida, a recompensa é proporcional ao esforço. Ouvimos tantas histórias de gente que assumiu suas derrotas, deu a volta por cima, ou de gente que jogou tudo pro alto e foi tentar outro recomeço. E o primeiro passo para que essas revoluções acontecessem foi o simples fato de admitir que fez cagada, ou de que não está mais tão satisfeito assim. Não é só uma questão de beleza e liberdade, é questão de amor próprio e de amor para com os outros.

Dar a cara a tapa não está necessariamente ligado a momentos cruciais da vida, está ali também no cotidiano. Se desculpar pela barbeiragem cometida na saída do estacionamento, dizer que discorda de certo ponto, ligar pra falar que está com saudades, pedir ajuda num momento de fraqueza. Viu? Exemplos corriqueiros do que é dar a cara a tapa. Reavalie as prioridades da sua vida, porque se aparência e vaidade estão antes de humildade e amor, tem coisa errada aí.

Sabia que quando você não se constrange por alguma coisa ruim que aconteceu, ninguém vê graça em te constranger? Por isso, grita tua história, bate no peito, diz que chorou, que riu, que errou, que amou, seja o que for, mas deixa claro pra você mesma que você viveu! Esse é o jeito que tento levar minha vida. Já tentei ser diferente e também já fui diferente sem tentar, só por desleixo, e parece que não faz sentido.

Sabe, é início de ano, nessa época as pessoas estão mais abertas e mais propensas a reflexões. Então pensa nisso. Joga essa máscara fora, ouve tua música brega, chora assistindo programa popular da TV aberta, ama seus amigos, raspa seu cabelo, abraça sua família, divulga aquele vídeo seu cantando, caminha sozinha, leia livros de países distantes, coma uma pizza inteira, compartilha aquele salmo que faz sentido para sua vida. Pronto! Vai ser feliz sendo você mesma, sem negar nenhuma parte do seu ser. É o que o título deste post diz, “dá a cara a tapa, garota!”

, ,

9 Respostas para "Dá a cara a tapa, garota!"

  • Bem mais que meus 20 e tantos anos |
    28 de abril de 2015 - 14:27 Responder

    […] Foi quando eu percebi que ninguém é de ninguém. E me libertei de sentimentos possessivos e do medo de fazer papel de idiota perante à sociedade. Aprendi a dar a cara à tapa. […]

  • aline
    23 de junho de 2015 - 16:37 Responder

    Hahahahah… arrasou my .. muito bom o texto ! Amei ♡

    • a terapia de alice
      24 de junho de 2015 - 11:32 Responder

      Valeu, Aline! <3 Beijinhos

  • Silvia Pacheco
    24 de junho de 2015 - 09:05 Responder

    Lindoo texto Mylena ! arasoouu *—*

    • a terapia de alice
      24 de junho de 2015 - 11:31 Responder

      Obrigada, Silvia! :) Continue com a gente

  • Diossuane
    25 de junho de 2015 - 10:43 Responder

    Lindo texto!!!1 E a cada leitura, me apaixono maaaais!!!

    • a terapia de alice
      25 de junho de 2015 - 13:52 Responder

      Obrigada!! Continue com a gente <3

  • Larissa
    1 de setembro de 2015 - 17:26 Responder

    Tudo que tu escreve é incrível Mih *-*
    Parabéns Parabéns ♡♡♡

    • a terapia de alice
      3 de setembro de 2015 - 21:42 Responder

      Obrigada, Larissa, querida!!! Muitos beijos <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *