Go to Top

Eu aprendi a me cuidar, em vez de exigir que alguém cuide de mim

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

É sexta feira, são quase 9h da noite e estou aqui. A música eletrônica toca alta e atrapalha meus pensamentos. Pois é, sou eu, dentro de uma academia nessa altura do campeonato. Eu poderia estar em um fast-food comendo hambúrguer, ou em casa cozinhando alguma porção de fritura para comer, seguida de um filme no sofá. Antes que você me julgue uma babaca-fútil-preconceituosa, me permita te contar uma historinha. Ano novo de 2013, estou na praia, mas não tenho coragem de colocar um biquíni, porém, sou bem resolvida demais para admitir isso.

 Então, vou para a beira do mar e fico de camiseta e shorts, e mais tarde, o vestido branco da ceia me engorda muito mais, e magicamente dos 70kg eu vou para os 80. Mas eu estou muito segura para admitir isso. Entre um gole de vodka e um pote de sorvete, eu me olho no espelho e não gosto do que vejo, mas, tenho aprendido por aí que devemos nos amar como realmente somos, e não devemos perseguir os padrões de beleza que a mídia exige. Assisto a entrevista da Gisele Bündchen… Ela me parece tão feliz com esse biquíni de lacinho enquanto corre na praia, mas eu não estou feliz me escondendo dessa maneira.

Mas eu preciso me amar dessa maneira, dizer que quer emagrecer é feio, podem dizer que eu estou virando anoréxica, que estou sendo influenciada e estou alienada, ou pior, fútil. Olhando para as minhas fotos senti pena de mim e da menina que eu havia me tornado. Eu não me cuidava e eu não me amava, foi então que eu decidi que aquele seria o ano da mudança, eu tinha que sair da zona de conforto e entrar na zona de confronto.

E eu saí.  Não estou aqui pra dizer pra você emagrecer, nem para deixar de tomar a sua cerveja de fim de semana. Não estou aqui na defesa das bombadas de academia, e nem para fazer você parar de comer brigadeiro na panela. Estou aqui para te contar que aquele ano mudou a minha vida, porque eu decidi mudar a minha vida. Hoje, eu me amo e descobri prazeres maiores que a comida. Eu aprendi a me cuidar, em vez de exigir que alguém cuide de mim. Aprendi também a usar batom colorido, enrolei o cabelo e hoje visto biquíni de lacinho. Se a mídia me incentivou a comprar o mesmo biquíni da Gisele? Longe disso, eu eliminei 18 kg, e agora eu não visto o que a mídia me diz para vestir, eu visto o que eu quiser.

Essa sou eu. Primeiro com vestido branco da ceia, e depois, essa sou eu hoje em dia, sem maquiagem, sem pentear o cabelo e vestindo meu melhor sorriso.

Quero conhecer você, me segue? 
Insta: @na.silveira Snap: na_silveira
Venha conhecer o Canal do A Terapia de Alice aqui 
Acompanhe A Terapia de Alice também no Instagram ♥

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAliceNatalia

, ,

24 Respostas para "Eu aprendi a me cuidar, em vez de exigir que alguém cuide de mim"

  • Cris Silveira Basko
    21 de janeiro de 2015 - 12:43 Responder

    Amei. Melhor não poderia ser. Parabéns pela atitude é ousadia.

  • milenedamata
    21 de janeiro de 2015 - 17:30 Responder

    Linda!!! <3

  • prisciribas
    21 de janeiro de 2015 - 18:26 Responder

    Você é linda de todos os jeitos! <3

  • yasmin
    22 de janeiro de 2015 - 22:30 Responder

    Natália… 1* QUE LINDA QUE VOCÊ É!
    2* PARABÉNS por ter essa coragem!
    eu tbm n estou satisfeita com o corpitxo e n consigo me amar plenamente com ele desse jeito que está. Esse ano tbm entrei na academia, ela estou levando a sério, já a alimentação… é uma luta diária!
    Gostei mt de vc ter abordado esse tema no blog, espero que faça nais posts sobre esse assunto!
    um beijo!

    • nahsilveira
      23 de janeiro de 2015 - 15:27 Responder

      Yasmin, obrigada pelo elogio. É realmente uma luta diária mesmo, não é fácil, mas também não é impossível! Com certeza iremos escrever mais sobre isso, obrigada e acompanhe sempre. Beijo

  • staelguimas
    23 de janeiro de 2015 - 11:20 Responder

    Oiii ameeei ler esse texto hoje! Estava pensando justamente sobre isso e teu texto me proporcionou uma motivação a mais! Parabéns por ter conseguido! :D

    • nahsilveira
      23 de janeiro de 2015 - 15:26 Responder

      Oi amada, que bom que você gostou, nada é impossível, é devagar e sempre :D

  • tatihennemann
    2 de março de 2015 - 14:49 Responder

    Parabéns pelo esforço e dedicação!!!
    Também estou na luta, mas devagar chegamos lá né
    Qual o nome dessa música mesmo? :D

    • a terapia de alice
      3 de março de 2015 - 15:37 Responder

      Hey Tati, não desista mesmo, e quando conseguir chegar no seu objetivo, manda a sua história pra gente.
      A musica é Pretty Hurts da Beyonce, mas na voz da Anna Clendening.
      Continue acompanhando,
      Beijo, Ná.

  • pareguria
    6 de abril de 2015 - 11:11 Responder

    Parabénssss menina! Também estou na luta e já emagreci 17kg também, mas ainda faltam 10 hehehe… não é fácil mas conseguimos ;)
    No meu blog falo exclusivamente disso… emagrecer! hehehe
    beijos e mais uma vez PARABÉNSSSS

    • a terapia de alice
      7 de abril de 2015 - 10:55 Responder

      Nossa, que legal! É tão bom quando estamos cada vez mais perto do objetivo né? Continue acompanhando! Beijos :)

  • Jenaina
    6 de abril de 2015 - 20:58 Responder

    Olá! Estou exatamente na fase de não é a midia sou eu! E to levando a sério a academia 45 min de corrida as 6 da manhã e a noite as aulas aeróbicas e pilates e quero emagrecer 15kl! Foi muito legal ver o que postou me ajudou mais ainda sei que é possível emagrecer saudável, sem dietas loucase remedios milagrosos!

    • a terapia de alice
      7 de abril de 2015 - 10:50 Responder

      Exatamente Jenaina, não é porque você não se aceita, é porque você quer ser cada vez melhor! :)

  • Ingrid Izidoro
    17 de junho de 2015 - 21:14 Responder

    Que lindo texto …
    Você é linda querida… E parabéns pela iniciativa, pela força de vontade em mudar… Todo esforço vale a pena…
    E não importa o processo, e sim o resultado final. E seu resultado foi ótimo, independente das dores que o processo levou …

    O meu dilema foi contra a anorexia, me sentia gorda e feia, quando na verdade eu era um palito rs. Hoje me amo, olho no espelho e gosto do que eu vejo, me sinto bonita. Continua magra rsrs como sempre fui, mas com a auto estima lá em cima. E o amor próprio acima de tudo.

    Faça textos assim com mais frequência, palavras de incentivo ajudam e muito!!!

    Um grande abraço

  • Camila
    18 de junho de 2015 - 09:04 Responder

    Olá, Natália
    Gostaria de deixar aqui registrado em meu comentário
    que de uma maneira seu texto despertou em mim
    o que estava pensando a muitos dias, mas ainda me policiava muito
    dizendo que “não nasci pra padrões” e você me mostrou um outro lado
    uma visão diferente de encarar “padrões”. Além de me despertar,
    tomei como exemplo e incentivo.
    Obrigada!

    • a terapia de alice
      18 de junho de 2015 - 14:32 Responder

      Olá Camila, obrigada pelo seu comentário, é uma felicidade enorme servir de incentivo para mulheres lindas como você. <3

  • Juliana
    18 de junho de 2015 - 10:47 Responder

    Dá pra perceber muito sobre o que voce disse só pela sua postura nas duas fotos, eu acredito que se não estamos satisfeitos com o que vemos no espelho devemos mudar sim! Independente de acharem que estamos sendo alienadas ou qql outra coisa, primeiro vem o que voce pensa a respeito de você e não os outros

    • a terapia de alice
      18 de junho de 2015 - 14:31 Responder

      Obrigada pelo apoio Juliana, essa é melhor parte do processo, estar bem você mesma! :)

  • Diossuane
    25 de junho de 2015 - 08:17 Responder

    Perfeeeito!! To apaixonadaaa pelos textos!!!

    • a terapia de alice
      25 de junho de 2015 - 09:13 Responder

      Diossuane, que felicidade ler o seu comentário!
      Continue nos acompanhando <3

  • Taciane
    12 de dezembro de 2015 - 11:37 Responder

    Hual Nati, acho que temos coisas em comum..só que meu ano de mudança foi 2015… <3 <3

  • Tânia
    24 de janeiro de 2016 - 17:33 Responder

    Perfeito Texto!
    Eu estava pensando exatamente sobre esse assunto, estou na luta para emagrecer, já se foram 15kg, academia mais redução alimentar. (era obesa e sedentária)
    E cada dia tenho mais convicção que quando decidimos mudar, não é pela mídia e algo que esta nos incomodando, que faz essa inquietação se tornar uma motivação para mudar.
    Não nasci para aceitar os padrões que a sociedade impõe e também não estava mais aceitando ler blogs falando que temos que nos aceitar como somos.
    Eu decidi mudar e esta sendo maravilhoso, cada dia tenho mais certeza que fiz a escolha certa,
    não estou seguindo padrões, só estou buscando me sentir melhor a estrada para mim ainda e longa, mas esta sendo prazerosa…

    Seu blog e maravilhoso, comecei ler faz um mês e a cada dia me identifico mais… bjos

    • a terapia de alice
      25 de janeiro de 2016 - 14:41 Responder

      Olá Tânia, obrigada por tanto carinho. Continue na luta, você merece se sentir linda <3

  • Francieli Dumes
    17 de maio de 2016 - 00:23 Responder

    Meu Deus, acabei de ler o resumo da minha historia! Me emocinei….

    A 4 meses atras la estava eu… 78 kg triste e se sentindo infeliz,, nao pelo fato do meu peso na vdd,, mas sim pelo peso da minha consciencia ao entender q todas minhas frustaçoes estavam ali sendo ingeridas por mim dia a dia, cada vez mais… Meu corpo estava cada vez mais pesado, minha mente cada vez mais pesada…
    Entendi q faltava amor,, amor proprio!
    Comecei a me valorizar, me cuidar, me amar..
    Claro q a culpa nao é da comida, mas sim pela sensaçao prazerosa q ela t causa quando mais nada naquele momento t preenche..
    E derrepente vc descobre q existe sim outras coisas muito prazerosas na vida Sim, Aprender a se Amar é o Começo…

    Parabens meninas…
    Eu Amo demais a Pagina d vcs,,
    Essa pagina tb me ajudou muito nessa minha recuperaçao Emocional! Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *