Go to Top

That’s why I’m easy

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

À primeira vista, o diagnóstico sobre a minha pessoa é: desligada, desorganizada, indecisa… mas, por mais clichê que seja, i‘m easy like a sunday morning.

Não é falta de opinião, nem de personalidade. Eu só não acredito que seja necessário ter que ter uma resposta para tudo, até porque, com tantas opções que o mundo me proporciona sobre cada coisa que existe, como eu poderia?

Eu não acho que eu seja desligada: eu economizo energia e atenção para as coisas realmente importantes – praticidade. Não sou desorganizada: tenho uma bagunça organizada! Nem indecisa: sou deslumbrada com o leque de opções, caminhos e decisões que a vida tem!

E conforme você acabou de perceber… Também costumo ter um ponto de vista otimista sobre cada coisa.

Insisto em seguir o que o meu coração grita e, sem querer parecer hipócrita, não lembro quando alguma coisa tenha dado errado para mim. Eu fui ensinada a ver o lado bom das coisas e sempre tirei proveito de todas as fases ruins da minha vida, porque, de acordo com um cara que eu amo demais (oi, pai!), “o que importa, é que no final tudo dá certo”.

É bem verdade que a vida já me apresentou desafios que, se eu pudesse, teria deixado para outro dia, ou quem sabe, para a próxima encarnação, mas a única vez em que eu “joguei a toalha” foi depois de 15 horas de trabalho de parto, quando implorei por uma cesárea. No mais, nunca fugi de nada não.

De resto, faço o dever de casa que a vida me passou direitinho: sou determinada, tento não ser injusta, ajudo ao próximo sem ficar me vangloriando por isso, e essas coisas que a gente sabe que tem que fazer para ir para o céu.

Infelizmente, meu lado humano muitas vezes deixa o meu egoísmo se sobressair. E por falar nas vaidades do homem, tenho trabalhado para o meu ego não ser tão inflado. Mas também, quem nunca, né colegas da era da selfie?

Eu não costumo guardar rancor, e não é porque eu sou um ser humano elevado. Trata-se basicamente de um probleminha de esquecimento. Eu costumo esquecer o que as pessoas fazem de ruim para mim – Graças a Deus – e acredito na capacidade incrível que o tempo possui em nos tornar mais maduros. Tanta gente que eu tinha mania de “odiar” nos tempos de escola, e hoje admiro bastante! Há quem tenha me magoado, e hoje eu consigo perceber que era apenas falta de maturidade para me encarar. Concorde comigo, “águas passadas não movem moinhos”. Só não magoa a minha mãe, que aí o bicho pega.

No final das contas, concordo com quem disse que “bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração”. Eu prezo pela boa convivência com o próximo e agradar a mim não é uma tarefa difícil. Eu juro.

Tô no snap, me acompanha por lá: priscilaribas <3

Acompanhe A Terapia de Alice também no Instagram ♥

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAlicePrile

, , , , , ,

17 Respostas para "That’s why I’m easy"

  • Julyana
    23 de janeiro de 2015 - 12:38 Responder

    Mesmo você sendo tudo isso, eu te amo e te admiro muito! Bjo

    • prisciribas
      23 de janeiro de 2015 - 17:04 Responder

      Também te amo e te admiro <3

  • Jesca Priscila. (@jescapriscila)
    7 de abril de 2015 - 01:30 Responder

    Estou impressionada como algo pode me descrever tão perfeitamente, sem ao menos me conhecer. Estou amando o Blog e já coloquei nos meus favoritos.

    • Priscila Ribas
      7 de abril de 2015 - 10:57 Responder

      Eba! Que bom que está gostando! Continue nos acompanhando ;) Beijinho!!

  • vanessa
    10 de abril de 2015 - 14:08 Responder

    tô lendo tanta coisa boa aqui…

    • Priscila Ribas
      10 de abril de 2015 - 14:09 Responder

      Eba! Então continue lendo Vanessa! Você vai gostar!! :)

  • Lovaine Prestes
    31 de maio de 2015 - 10:38 Responder

    Priscila, adorei o texto e meu Deus como ele me define também, parabéns pelo blog, é tanta coisa maravilhosa que vcs escrevem.
    Essa parte do blog é sensacional!
    Eu não costumo guardar rancor, e não é porque eu sou um ser humano elevado. Trata-se basicamente de um probleminha de esquecimento. Eu costumo esquecer o que as pessoas fazem de ruim para mim – Graças a Deus – e acredito na capacidade incrível que o tempo possui em nos tornar mais maduros. Tanta gente que eu tinha mania de “odiar” nos tempos de escola, e hoje admiro bastante! Há quem tenha me magoado, e hoje eu consigo perceber que era apenas falta de maturidade para me encarar. Concorde comigo, “águas passadas não movem moinhos”. Só não magoa a minha mãe, que aí o bicho pega.

    • Priscila Ribas
      23 de junho de 2015 - 14:10 Responder

      Obrigada Lovaine! <3

  • Bruna Hansen
    16 de julho de 2015 - 09:48 Responder

    Descreveu-me completamente! <3

    • a terapia de alice
      17 de julho de 2015 - 14:41 Responder

      Ficamos felizes que tenha se identificado! <3

  • Heliete
    16 de julho de 2015 - 10:23 Responder

    Amei, Pri! Principalmente a parte: só não magoa a minha mãe, que aí o bicho pega! Por que será, hein? KKKKK

    • a terapia de alice
      17 de julho de 2015 - 14:41 Responder

      hahahahaha! Magoar a mãe dos outros é pecado!!

  • Aline
    16 de julho de 2015 - 16:05 Responder

    Tão eu ! Muito perfeito esse texto, cada texto um pouquinho de mim !!! Meninas vcs são de mais.

    • a terapia de alice
      24 de julho de 2015 - 10:15 Responder

      Obrigada Aline! <3 Beijinhos

  • sheila fernanda
    1 de agosto de 2015 - 16:42 Responder

    Adorei seus textos,e a música que vc coloca para cada texto,perfeito parabéns, gostaria de receber por email cada novo texto seu bjãooo

  • Ana Carla
    15 de agosto de 2015 - 14:49 Responder

    Esse texto descreve meus momentos haha . Meu vício diário esse blog !

    • a terapia de alice
      16 de agosto de 2015 - 23:05 Responder

      Ahhh querida! Que delícia saber que você se identifica! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *