Go to Top

Talvez não seja bem ciúmes

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Ciúmes é mais uma questão de vaidade do que qualquer outra coisa, concorda? Foi em um dos vídeos da Flavia Melissa que eu ouvi essa ideia pela primeira vez (não lembro exatamente em qual, mas explore o canal dela, é fantástico). A princípio eu achei um pouco frio ver as coisas desse jeito, mas depois vi que faz sentido.

O sentido está quando chamamos de ciúmes o que na verdade é medo e insegurança. É mais bonito (ou socialmente aceitável) se admitir ciumenta, do que assumir que na verdade o que você está sentindo é medo de fazer papel de trouxa, de deixar de ser amada, de ser passada para trás ou ainda de “perder” para aquela menina que você considera tão esquisita (ou qualquer outra característica que você queira citar).

Acredito mesmo que deva existir ciúmes relacionado diretamente à pessoa que se ama. Mas honestamente, acho que nunca senti. Confesso que até esse ponto, comigo sempre foi muito mais uma questão de vaidade mesmo, de posse. Se você acabou de constatar que pra você também sempre foi assim e talvez ainda seja, não se desespere.

É sempre bom enxergar as situações e sentimentos como eles realmente são, sem máscara ou maquiagem. Se você sente mais dor no ego do que no coração quando vê chegar uma mensagem de uma amiga (com ou sem aspas) no celular do seu namorado, a solução e até mais simples. Basta você se lembrar disso: é medo e insegurança, e esses sentimentos são SEUS, então só você pode alivia-los.

A fórmula de sucesso para contornar o ódio que você tem pelo passado dele é a mesma. Muito provavelmente não seja ciúmes propriamente dito, e sim insegurança de talvez não ser (ou se tornar) mais importante do que as experiências passadas por ele antes de vocês se conhecerem ou o medo de ser comparada com a ex. Não adianta vomitar tudo no bofe, fazer da vida de vocês um inferno. Olhe pra dentro e resolva essas questões, aos poucos esse seu “ciúmes” vai se dissipando.

Eu, você e qualquer outra pessoa não merece conviver com essas inseguranças e medos assim, de graça (até que se prove o contrário, todo mundo é inocente). Se conscientize de que esses sentimentos são fraquezas suas, e por favor, lembre-se que todo mundo tem fraquezas e que elas podem ser o que faltava para você se tornar uma pessoa melhor, com um relacionamento ainda melhor e mais aconchegante.

E aí, agora fez sentido? Concorda que ciúmes pode ser muito mais sobre vaidade, insegurança e medos do que qualquer outra coisa?

♪ Lovers who make love – Ciaran Lavery

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAliceMye

Siga A Terapia de Alice no Instagram

17 Respostas para "Talvez não seja bem ciúmes"

  • Juliana
    27 de junho de 2015 - 14:41 Responder

    Ler esse texto era tudo que eu precisava agora! Obrigado <3

    • a terapia de alice
      28 de junho de 2015 - 20:50 Responder

      Que bom, Juliana! <3 Continue com a gente! Beijinhos

  • aline moreira trombini
    28 de junho de 2015 - 20:41 Responder

    concordo!

    • a terapia de alice
      28 de junho de 2015 - 20:49 Responder

      Continue com a gente, Aline :)

  • Rafaela Hora
    12 de julho de 2015 - 01:04 Responder

    Nossa o blog hoje e era tudo o que eu precisava! Obrigada pelas belas palavras, muito bom se encontrar em textos tao simples e que ajudam tanto. Serio! Um beijao

    • a terapia de alice
      20 de julho de 2015 - 10:04 Responder

      Oi Rafaela, ficamos felizes que tenha gostado~, obrigada :) Continue com a gente, muitos beijos <3

  • CAROLINNE
    29 de setembro de 2015 - 09:23 Responder

    Obrigada pelos textos incríveis!

    • a terapia de alice
      7 de outubro de 2015 - 11:57 Responder

      Obrigada você, Carol, pelo carinho! <3

  • Lili
    25 de novembro de 2015 - 16:50 Responder

    Amei!!! Suas palavras me ajudaram muito ♥

    • a terapia de alice
      26 de novembro de 2015 - 18:36 Responder

      Fico bem feliz, Lili! Obrigada e volte mais vezes aqui :)

  • Karine
    21 de janeiro de 2016 - 17:40 Responder

    Se eu tivesse lido este texto antes, teria evitado muita coisa… Acho que meu relacionamento acabou, mas fazer o que né… Homem pode ter ciúmes, mulher não :(

    • a terapia de alice
      1 de abril de 2016 - 17:09 Responder

      Karine, ninguém deveria se maltratar por ciúmes, independente do sexo. Vai lá e seja feliz, com ou sem esse namorado.

  • Graziela
    12 de fevereiro de 2016 - 16:37 Responder

    Cada textos lindos, amo todos. Nunca pare de escrever, please!!! KKK <3

    • a terapia de alice
      7 de março de 2016 - 14:43 Responder

      Obrigada, lindona!! Continue nos acompanhando!

  • Cris
    22 de junho de 2016 - 14:56 Responder

    Tudo oque eu precisava, Suas palavras meio que me aliviaram… :D

  • Andressa
    14 de julho de 2016 - 17:15 Responder

    Incrível, parabéns!
    É realmente uma terapia, haha. Às vezes, não me sinto bem e venho aqui e, pra falar a verdade, parece que tem uma amiga falando na minha frente. Obrigada por isso. Só sinto falta de variedade nos termos… Por exemplo, tu usa muito “namorado” e algumas “serumaninhas” têm namoradas (tipo eu :p). Fora isso, tudo perfeito ♡

  • HELEN
    19 de agosto de 2016 - 09:30 Responder

    Nossaaa, tudo que precisava ler hoje. Muito bom !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *