Go to Top

Sim, você é boa o suficiente

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Em meio a um depoimento de uma leitora, sobre uma dificuldade no namoro, li a seguinte frase “não sou boa o bastante para ele ser feliz”. Ela dizia muitas outras coisas, explicou a situação, que realmente não era das mais simples. Pela densidade de tudo que era contado, essa afirmação de não ser boa o suficiente poderia passar despercebida, mas entre tudo que ela contou, foi o que mais me chamou a atenção.

Quando eu a respondi, disse tudo o que falaria para uma amiga e pedi para que por favor, ela nunca mais pensasse que não era boa o suficiente para o namorado, ou qualquer outra pessoa. Porque mesmo sem a conhecer, eu tenho certeza que ela é boa o suficiente, assim como estou certa de que eu e você somos boas o suficiente.

Quando nos apaixonamos e estamos em um relacionamento, é fácil deixar-se levar e colocar a felicidade do outro na frente da nossa. A gente fica deslumbrada com todo o encantamento do momento, supervalorizamos a figura do namorado e queremos demonstrar nosso carinho. Nem percebemos que vamos dizendo sim para tudo, muitas vezes deixando de lado nossos gostos e vontades.

Não é questão de falta de personalidade, é questão de fazer por amor. Eu sei, eu já fui a muitos jogos de futebol que eu não queria ter ido, já viajei para o batizado do primo distante, quando o que eu mais queria era ter ficado em casa assistindo série, e já fui naquele churrasco do pessoal do trabalho que não fazia o menor sentido eu ter ido.

Não há problema algum em fazer coisas “por ele”, pelo contrário, acredito que a parceria é base de relacionamentos sólidos e verdadeiros. O problema está quando fazemos as coisas por ele o tempo todo, contra a nossa vontade, passando por cima dos nossos próprios valores e sentimentos. Pois aí, a gente cria um hábito, criamos uma bola de neve sem saber, e cedo ou tarde somos atingidas por ela.

Ficamos tão acostumadas a nos doar, que um dia a gente percebe que já nos entregamos tanto e que o que nos resta é um vazio. É nesse momento de frustração que o pensamento de “não ser boa o suficiente” aparece. Aí é que eu repito: sim, você é boa o suficiente!

Talvez você tenha oferecido mais do que queria ou poderia e se cobra por não poder continuar dessa forma. Em último caso, às vezes você esqueceu de nutrir seu amor próprio nesse tempo, e agora chegou o momento de encarar as consequências disso.

Tudo isso eu me dei conta depois de dois namoros em que fiz mais do que deveria. Não me arrependo, era o que eu podia fazer com o conhecimento e experiência que eu tinha nas duas situações. Só que agora eu carrego a certeza de ser boa o suficiente. E num futuro relacionamento, pretendo me cuidar ao máximo para não me perder ou me deixar em segundo plano, pois mais do que ser boa o suficiente para mim mesma, sozinha eu me basto.

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAliceMye

39 Respostas para "Sim, você é boa o suficiente"

  • Érica Carolayne
    14 de julho de 2015 - 12:34 Responder

    Viciada nesses textos!! :) ♥

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:20 Responder

      Obrigada pelo carinho, Érica! Continue com a gente ;)

  • Jessica Melo
    14 de julho de 2015 - 12:45 Responder

    Olá… amo o blog de vcs. Parebéns !

    então, vou contar um pouco da minha historia …
    Estou separada do meu marido umas duas semanas !
    Eu estava cega de ciume por conta de tudo, e de coisas bobas… quando ele resolveu ir embora eu fiquei LOUCA.. ameacei ele com faca e tudo, pior na frente do filho dele de 5 anos !
    hoje ele não quer me ver nem pitada de ouro. Diz me amar, porem, tem medo !
    consegui a senha do face dele e vi um monte de conversa, com diversas mulheres. me senti desvalorizada…
    e não consigo ficar longe dele,

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:25 Responder

      Oi Jéssica, primeiramente, obrigada pelo carinho e por ter divido sua história com a gente! Ciúmes realmente pode deixar a gente bastante “cega”. Esse momento pelo qual você está passando agora é ótimo para reavaliar sentimentos e valores, olhar pra dentro, tentar ver o que está acontecendo. Às vezes, nessas horas é bem interessante contar com ajuda profissional, faz com que o processo de auto-conhecimento seja mais rápido e intenso. Se cabe a mim te aconselhar de alguma forma, te indico esse texto, para você refletir e usar da forma que quiser na sua vida: http://aterapiadealice.com/2015/06/talvez-nao-seja-bem-ciumes/ Não esquece de nos contar o desfecho da sua história! Beijos e continue com a gente <3

  • Gabrielly
    14 de julho de 2015 - 13:49 Responder

    Como você me pediu, voltei pra contar o desfecho de tudo ainda estamos separados faz uma semana e a pior da minha vida, mas depois de muitos acontecimentos neste fim de semana tomei a decisão de que agora vou viver pra mim e que se ele quiser que me procure, não merece um pingo das minhas lagrimas nem as minhas noites sem dormir durante uma semana, ele realmente está mais preocupado com ele do que com qualquer pessoa, eu cansei acordei hoje com um sentimento de liberdade e enfiei na minha cabeça que não terá mais ligações nem mensagens nem nada todo dia, me humilhei demais pra sempre vim a mesma resposta de que ele está seguindo o “coração” ou que “ainda não sabe o que fazer” se ele realmente gostar de mim se realmente for pra ficarmos juntos ele vai voltar e nesse tempo eu não posso parar a minha vida por causa dele, me trancar em um quarto e só chorar, tenho que viver também porque ele não parou, cansei de fazer de tudo e nunca estar bom para ele e depois ele vim e jogar na minha cara, sou boa o suficiente para mim mesma e agora tenho isso em mente, me entreguei por inteira durante 3 anos pra depois ele vim e fazer isso, quanto tempo mais vou ter que esperar? quanto tempo mais eu vou ter que ficar me humilhando? por uma pessoa que não está nem ai, a não ser no trabalho porque ai sim ele precisa de mim!
    Vou me valorizar, ele sabe aonde eu moro, sabe meu telefone a partir de hoje se ele me quiser mesmo que venha atrás e faça por merecer!

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:20 Responder

      Gabrielly, parabéns! Quanta coragem e amor próprio! Isso mesmo, você só tem a ganhar ao se valorizar e se colocar em primeiro lugar! Agora é hora de se amar, se mimar! Vai lá e faz todas aquelas coisas que você sempre quis fazer, quem sabe compre um vestido lindo e faça o mundo se apaixonar por essa mulher incrível e confiante que você é. Beijos e continue em contato, vai nos contando suas histórias, estamos aqui <3

  • Larissa
    14 de julho de 2015 - 18:45 Responder

    Tu fala com a alma e consegue tocar coração e até mesmo os pensamentos!!!
    Parabéns linda tu é incrível!!! *-*

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:16 Responder

      Poxa, que comentário incrível, Larissa! Obrigada por todo carinho, continue com a gente!!! Beijos <3

  • Caroline Neves
    15 de julho de 2015 - 09:37 Responder

    Olá, bom dia!

    Adorei seu texto, estou passando por esta situação. Terminei meu namoro, e continuo gostando do meu ex namorado. Terminamos e continuamos ficando, mês passado ele começou a namorar, não durou muito, apenas 10 dias, mas mesmo assim fiquei triste e magoada com a situação. Hoje ele continua me procurando e sempre deixo ele aqui, na minha vida, nos meus pensamentos…Me sinto até culpada sabe? Mas eu gosto, e as vezes não escolhemos isso.

    Beijos, Carol.

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:13 Responder

      Oi Carol, obrigada! É verdade, não escolher gostar de quem a gente gosta. Se cabe a mim te aconselhar de alguma forma, eu te indico esse texto: http://aterapiadealice.com/2015/07/de-tempo-ao-tempo/ Quem sabe te ajudar de alguma forma com a sua situação. Continue com a gente, beijos

  • carolina
    15 de julho de 2015 - 12:30 Responder

    Amei tudo o que disse, me identifico muito com todos os seus textos e aguardo ansiosa por cada nova postagem…. Vejo meus desejos e pensamentos, que muitas vezes nao sei como me expressar, traduzidos em suas palavras

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:11 Responder

      Carolina, não tem mais gratificante para uma escritora do que ler seu comentário, muito obrigada mesmo! Nós continuaremos escrevendo e você, por favor, continue com a gente! Beijos <3

  • Isadora
    16 de julho de 2015 - 08:36 Responder

    Simplesmente demais! Sem palavras para esse texto, parabéns!! O primeiro passo para um relacionamento duradouro e feliz, é não se anular ou esquecer do seu grande amor que sempre esteve e estará com você, você.

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:04 Responder

      Isso aí, Isadora! Nem sempre é fácil, mas esse é o segredo! Obrigada por compartilhar :) Obrigada pelo carinho e continue com a gente, beijos

  • Sthefany Nolasco
    16 de julho de 2015 - 13:44 Responder

    In L♥ve com esse texto!!!
    tudo tão lindo e verdadeiro o que vcs escrevem….Apaixonada por esse blog.

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 23:00 Responder

      Obrigada pelo carinho, Sthefany!! Escrevemos sempre sobre o que vivenciamos e presenciamos :) Continue com a gente! Beijos

  • Kat
    17 de julho de 2015 - 00:58 Responder

    Ei, eu só queria te agradecer por todas as coisas que escreve aqui. Me pergunto a onde você estava todo esse tempo que não tinha achado. E ainda bem que encontrei. Obrigada por passar suas experiências, suas palavras de apoio/auto-ajuda. Realmente incrível. E eu com 15 anos, afirmo isso. Obrigada mesmo, de coração. Não pare de escrever, nunca, repito, NUNCA mesmo. Um super beijo!

    • a terapia de alice
      20 de julho de 2015 - 03:56 Responder

      Oi Kat! Fico muito feliz que nós tenhamos nos encontrado, é muito legal poder compartilhar e trocar experiências. Pode deixar que não deixaremos de escrever e você, por favor, não deixe de nos acompanhar! Super beijos <3

  • Lih
    18 de julho de 2015 - 01:38 Responder

    Nossa.. Parabéns pelos textos! Estou aqui há algumas horas lendo, e em cada um encontro um pouco de mim.
    Às vezes acreditava que era a única boba no mundo a deixar minha felicidade nas mãos do outro e acabar achando que não era boa o suficiente. Mas hoje vejo que não, e tenho medo de um dia perder o controle outra vez e fazer tudo errado.
    Mais uma vez parabéns, faz minha emoção correr solta, seus textos.
    Beijos

    • a terapia de alice
      18 de julho de 2015 - 22:54 Responder

      Oi Lih, que delícia ler seu comentário! Nós nunca estamos sozinhas e a melhor parte é que podemos sempre nos ajudar :) Esse medo de fazer tudo “errado” no futuro é normal, mas tenha sempre em mente que uma vez nós nos damos conta de algo, nós nunca mais somos as mesmas! Obrigada pelo carinho e continue com a gente, beijos

  • Bianca Gomes
    23 de julho de 2015 - 21:30 Responder

    Eu super amo esse site, os textos de vocês maravilhosos e sempre acompanhados por uma boa música, sinceramente, já me emocionei muito lendo os textos aqui. Simplesmente, o blog ta marcado como um dos meus favoritos no meu smartphone e eu peço uma coisa a vocês, nunca parem de escrever, pois é muito lindo. Parabéns a cada uma, a cada pensamento e a cada texto.
    Sobre esse texto, eu já pensei em não ser boa o suficiente, mas depois de um tempo eu parei e percebi, eu sou boa o suficiente sim, eu sou completa, eu sou feliz sozinha, não encontrei minha cara metade, até porque não quero encontrar alguém que me complete, eu quero encontrar alguém que me faça transbordar, até porque, eu sou completa… Toda mulher é boa o suficiente, o problema é que, na maioria das vezes, elas não pensam isso, infelizmente, mas Garotas, vocês são lindas e boas o suficientes sim, não deixem que nenhum babaca diga ao contrário.

    • a terapia de alice
      26 de julho de 2015 - 21:54 Responder

      Uhuuul! Isso aí Bianca! Que não deixemos nenhum babaca nos dizer ou nos sentir dessa forma. Querida, obrigada por todo o seu carinho, pode deixar que não deixaremos de escrever! Um beijo e continue com a gente! <3

  • Taiana
    27 de julho de 2015 - 13:37 Responder

    Apaixonada por esses textos!

    • a terapia de alice
      27 de julho de 2015 - 21:26 Responder

      Obrigada, Tatiana querida! Continue com a gente :)

  • Ludmila
    7 de agosto de 2015 - 10:02 Responder

    Completamente apaixonada por vocês, por cada post. Amei amei, vocês são demais! ❤

    • a terapia de alice
      9 de agosto de 2015 - 19:16 Responder

      Agradecemos o carinho, Ludmila!! Continue com a gente, beijos <3

  • Julieli
    25 de agosto de 2015 - 15:00 Responder

    Aiii gente!!!
    Vocês são incríveis!! Escrevem com o coração e tocam a nossa alma! Acompanho diariamente e não consigo mais parar de ler! Tocam a alma… tem dias que vocês falam bem o que preciso ouvir de alguém!!! Continuem por favor o trabalho de vocês é magnífico!
    Beijo

    • a terapia de alice
      28 de agosto de 2015 - 10:23 Responder

      Julieli querida, agradecemos todo o carinho e pode deixar vamos continuar escrevendo enquanto tivermos leitoras lindas como você! Super beijos

  • Laynnara Clemente
    25 de agosto de 2015 - 17:30 Responder

    Eu namorei com uma pessoa mais velha que eu, e tipo ele foi meu primeiro namorado, e aí que ele nunca se decidia queria todas, e eu ali sofrendo horrores, namorei com ele durante dois anos e meio, até que chegou o dia em que eu cansei, seus textos me ajudaram muito, eu tomei a decisão que não preciso de ninguém para ser feliz, eu me sou o suficiente para mim!

    • a terapia de alice
      28 de agosto de 2015 - 10:22 Responder

      Layannara, é isso mesmo!! Sozinha você consegue ser muito feliz e quando você encontrar um novo amor, vai se lembrar que o seu primeiro amor deve ser sempre você mesma! <3 beijos

  • laura
    30 de agosto de 2015 - 16:09 Responder

    Atualmente namoro e venho passando problemas por isso. Como posso fazer para mudar?

    • a terapia de alice
      31 de agosto de 2015 - 18:16 Responder

      Oi Laura querida, não sei exatamente qual é a situação, mas indo pela maioria dos casos, a primeira coisa que eu digo para você é: tire o seu amor do patamar de um deus. Ele é uma pessoal comum, como eu e você. E lembre que na sua vida, você é a personagem principal. Reflita se você tem mimado mais o seu namorado do que você mesma, porque se for, muda isso aí. Você tem aberto mão de fazer as suas coisas para fazer as dele? Sinal vermelho, muda já! Se ame em primeiro lugar, se coloque no posto mais alto da sua existência, aí você vai ver que essa coisa de sentir “menos” vai acabar. É uma questão de ponto de vista! Depois, me conta se ajudou e mudou alguma coisa! beijinhos

  • Danny
    10 de novembro de 2015 - 21:53 Responder

    Então .. Oii , sou Danny queria muito conversar com uma de vocês , como Fasso isso ? Ou só por aqui ??

    • a terapia de alice
      11 de novembro de 2015 - 18:35 Responder

      Oi Danny, vc nos segue lá no Facebook? A gente conversa bastante com as leitores por inbox, chama a gente por lá que conversamos :)

  • Danny
    13 de novembro de 2015 - 18:09 Responder

    Oii ..
    Será que tem outro meio de conversarmos ?
    Não tenho face e nem whats !!

  • brunna
    29 de junho de 2016 - 19:37 Responder

    Sou apaixonada pelo seus textos. São incríveis. Traduzem tudo que sinto e não consigo falar. Parabéns. Admiro o trabalho de vocês ♡

  • LIlian Frankilim
    2 de novembro de 2016 - 23:39 Responder

    Exatamente, devemos nos amar em primeiro lugar, nos dar o valor mais alto, não podemos amar alguém mais do que a nós mesmas. Seguindo esses passos evitamos muitas coisas como a decepção, a desconfiança e até mesmo o ciúmes, pois só sente isso quem não é segura de si ,e quem não é segura de si é porquê não se ama, e se valoriza. ENTÃO MENINAS, VAMOS NOS AMAR CADA DIA MAIS E MAIS !!!!!

  • Tassia
    15 de março de 2017 - 18:03 Responder

    Oi,parabéns por esses textos lindos,adorei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *