Go to Top

E se pudéssemos nos conhecer de volta?

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Já faz um tempo que nossas vidas se desencontram e tudo o que colaborou para que nos afastássemos já evaporou, nem me lembro mais porque nos desentendíamos tanto. Só consigo lembrar que eu te adorava e que não tinha nada melhor nesse mundo do que ficar entrelaçada nos seus braços, observando em silêncio os desenhos que as nuvens formavam naquelas tardes despretensiosas.

Foi no elevador, entre o T e o 18º andar daquele prédio espelhado em que eu tinha uma reunião desnecessária, que eu pensei “e se pudéssemos nos conhecer de volta?”. Não seria uma segunda chance, seria tudo de volta desde o zero, eu e você nos olhando pela primeira vez, sorrindo e nos apresentando.

Eu teria como te mostrar o quanto eu valorizo a sua presença e como eu faço questão de estar ao seu lado em cada desafio. Você poderia me mostrar o seu lado mais doce e sensível, e confessar todas as vezes que já sentiu medo de não encontrar alguém que te completasse. Aí sim, poderíamos começar uma nova história, sem aquela bagagem amarga que nos restou. Depois de tudo que passamos, acho que esse seria o único jeito de me colocar em seus braços novamente.

Não sou a favor de pensamentos “e se…”, mas mergulhando em toda a minha intuição, não consigo encontrar outra maneira para que nossa história enfim acontecesse, a não ser me baseando em uma suposição impossível.

Tenho a impressão de que dezenas de verões, primaveras, outonos e invernos vão passar por mim e essa indagação vai permanecer. Vou conhecer novas terras, beijar novos lábios, colecionar diplomas e quem sabe até ser chamada de mãe, sem que essa dúvida desapareça da minha mente, “e se pudéssemos nos conhecer de volta?”.

Apesar de lamentar e enxugar algumas lágrimas enquanto penso nisso tudo, eu respeito e entendo. Eu e você não fomos feitos para uma vida toda, e sim para provocar revoluções um na vida do outro e isso já aconteceu.

Mas se mesmo assim, se por algum motivo a vida um dia quiser me surpreender de verdade e colocar você na minha frente de volta, como um desconhecido, eu vou dar o meu melhor sorriso e fazer de tudo para que as nossas tardes observando o céu, se tornem eternas.

Acompanhe A Terapia de Alice também no Instagram

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAliceMye

26 Respostas para "E se pudéssemos nos conhecer de volta?"

  • Suellen Sedrez
    13 de agosto de 2015 - 11:34 Responder

    liindooo

    • a terapia de alice
      14 de agosto de 2015 - 11:16 Responder

      Obrigada, Suellen! <3 <3 <3

  • Jéssica Ellen
    13 de agosto de 2015 - 11:42 Responder

    “Eu e você não fomos feitos para uma vida toda, e sim para provocar revoluções um na vida do outro e isso já aconteceu.” definição da vida amorosa de Jéssica foram atualizadas hahahaha

    • a terapia de alice
      14 de agosto de 2015 - 11:15 Responder

      Acho que é a definição da vida amorosa de muita gente, Jéssica, incluindo a autora do texto! hahah continue com a gente ;)

  • Sofia
    13 de agosto de 2015 - 11:50 Responder

    Bem…palavras para quê?? Tudo o que senti…tudo o que está aqui escrito, já pensei…muito bom…Adorei!!!

    • a terapia de alice
      14 de agosto de 2015 - 11:14 Responder

      Ah, muito obrigada, Sofia! É sempre bom quando a gente acha pessoas que já passaram pelo mesmo que a gente! Continua nos acompanhando <3

  • Pérola Justino
    14 de agosto de 2015 - 12:08 Responder

    E eu chorei tanto lendo seu texto..
    Principalmente pq eu preciso entender que eu e ele não fomos feitos para uma vida toda e o coração dói em saber disso..
    Adorei me encontrar nesse texto..Lindo!

    • a terapia de alice
      23 de agosto de 2015 - 17:49 Responder

      Pérola, é assim mesmo, dói, mas passa! Conforme os dias passam, a dor se dissolve e só essa dúvida inofensiva fica. Obrigada pelo carinho e continue com a gente :)

  • Nathalia
    14 de agosto de 2015 - 13:42 Responder

    Me identifico muito com os textos, mas esse!! Parece que fui eu mesma que escrevi falando da minha história!! amei <3

    • a terapia de alice
      23 de agosto de 2015 - 17:48 Responder

      Obrigada, Nathalia! Acho que essa pontinha de dúvida sempre fica na gente, né!? Beijos

  • Andressa
    14 de agosto de 2015 - 16:13 Responder

    Fantástico! Sempre que leio o trabalho de vocês, sinto como se os textos fossem feitos com os meus sentimentos. Vocês são ótimas, parabéns !!! ♡♡♡

    • a terapia de alice
      23 de agosto de 2015 - 17:47 Responder

      Nossa, que legal ler isso, Andressa!! Agradecemos de coração <3

  • Leticia Cristiane de Souza
    14 de agosto de 2015 - 17:39 Responder

    Tudo o que me define no momento. Mas as minhas decepções não fazem tanto tempo…

    • a terapia de alice
      19 de agosto de 2015 - 10:39 Responder

      Ah Letícia, daqui um tempo elas curam e aí você vai ter só o sentimento do “e se…” para você, tenha certeza! Beijos e continue com a gente :)

  • Bruna França
    14 de agosto de 2015 - 22:37 Responder

    Ao ler o texto, é automático logo lembrarmos de alguém rsrsrs
    Simplesmente lindo o texto. Amei!!

    • a terapia de alice
      19 de agosto de 2015 - 10:38 Responder

      Obrigada, Bruna! <3 Sempre tem alguém que a gente poderia fazer melhor se conhecêssemos novamente, né!? Continue com a gente :D

  • Lais
    16 de agosto de 2015 - 13:45 Responder

    ‘E se eu tive me dedicado mais, e se eu tivesse menos vergonha de te beijar em público e se eu fosse mais carinhosa, e se você fosse mais querido e se importasse mais comigo, e se você fosse mais generoso comigo, e se você entendesse meu ciúme, e se você fosse parecido com os outros garotos em questão de forma física… Esses são os meus ‘e se’, de um namoro de 9 meses, e que marcaram meus 15 anos.

    • a terapia de alice
      19 de agosto de 2015 - 10:37 Responder

      Os “e se…” sempre ficam em nossas mentes, né, Laís!? Tenho certeza que foram 9 meses marcantes, mas tenha certeza que muitos (mas muitos) outros momentos encantadores vão acontecer em sua vida! Beijos e continue com a gente <3

  • viviane braga
    17 de agosto de 2015 - 12:02 Responder

    Simplesmente lindo !!!
    Eu amo todos os textos,todos eles tem algo de nós mulheres e nos torna mais fortes e sem dúvidas feito com muito carinho e de todo coração.Obrigada por tudo que escrevem <3

    • a terapia de alice
      19 de agosto de 2015 - 10:36 Responder

      Agradecemos muito o seu carinho, Viviane! Continue com a gente, que nós vamos continuar escrevendo por aqui <3 Beijos

  • Iracema
    18 de agosto de 2015 - 15:29 Responder

    Perfeito, essa é a palavra que o define. E infelizmente me identifiquei muito, mesmo após exatos dois anos,a dúvida ainda paira em meus pensamentos: “E se pudéssemos nos conhecer de volta?” Com certeza faria tudo diferente e daria o meu melhor. :(

    • a terapia de alice
      23 de agosto de 2015 - 17:46 Responder

      Acho que esses são pequenos recortes que vão acompanhar nossas vidas para sempre, mas não necessariamente é ruim. São souvenirs das experiências que vivemos no passado, Iracema! :)

  • Tuane
    26 de agosto de 2015 - 16:22 Responder

    Lindooooo… Eu e você não fomos feitos para uma vida toda, e sim para provocar revoluções um na vida do outro e isso já aconteceu.(no na garganta ao ler isso, e eu chorei)

    • a terapia de alice
      27 de agosto de 2015 - 11:52 Responder

      Ahhh Tuane!! Dizem que essas coisas fazem parte da vida de quem se permite viver! <3

  • Manu
    19 de setembro de 2015 - 22:13 Responder

    Lindo, amo esse texto <3 leio e releio sempre que posso.

    • a terapia de alice
      25 de setembro de 2015 - 10:43 Responder

      Obrigada, Manu!! Volte sempre <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *