Go to Top

Mais momentos e menos coisas, por favor

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Eu quero um pouco de sossego e uma dose generosa de gargalhadas. Alguns desafios e descobertas também caem bem. Ah, quem sabe mais amor, abraços sinceros, músicas que arrancam suspiros e dias de céu azul. Já cansei de desejar coisas, minha sede agora é de momentos.

Peguei meus planinhos de vida perfeita e joguei pela janela. Entendi que roteirizar o que quero que aconteça em uma peça que eu não controlo os cenários e os outros atores, é tão ineficiente quanto assistir Romeu & Julieta pela enésima vez e esperar que agora todo mundo viva feliz para sempre no final.

Ao invés disso, prefiro me produzir com o meu melhor sorriso e melhores intenções todos os dias antes de sair casa. O inesperado faz parte da vida, não dizem que o bom vem sem avisar? Então, eu escolho estar sempre de coração aberto e atenta para agarrar toda e pequena felicidade que cruzar o meu caminho.

Do que adianta ficar remoendo tudo aquilo que aconteceu e terminou no passado, tão longe do aqui e do agora? Meu negócio agora é conjugar verbos no presente, bem simples e sem erro: eu vivo, tu aproveitas, ela sorri, nós amamos.

Isso tudo não é apenas minha declaração de liberdade, é o meu melhor e mais verdadeiro convite. Embarca comigo, deixa as suas bagagens no guarda volumes e se arrisque a viver sem essa coletânea de lembranças que você insiste em carregar por aí. Já foi, o novo é sempre melhor e o novo é sempre diferente, te garanto!

Todos os anos, a natureza se refaz, renasce em forma de flores, frutos e seres. Por que eu, que sou bicho também, ficaria prolongando invernos e vivendo contra meus instintos de vida? Pego aquilo que não deu certo, pego aquela amizade não tão recíproca, aquele romance que não foi tudo o que podia e enterro a sete palmos. Já deu o que tinha que dar, já me ensinou o que tinha pra ensinar, agora chega.

E nossa história não ficará, pelo avesso assim, sem final feliz. Teremos coisas bonitas pra contar. E até lá, vamos viver, temos muito ainda por fazer, não olhe pra trás, apenas começamos, o mundo começa agora, apenas começamos – Renato Russo. Eu e minha mania de sentir as palavras dos outros. Apenas começamos.

Acompanhe A Terapia de Alice também no Instagram

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAliceMye

9 Respostas para "Mais momentos e menos coisas, por favor"

  • Luanna
    23 de setembro de 2015 - 11:55 Responder

    Lindo texto, adorei!!!

    • a terapia de alice
      24 de setembro de 2015 - 11:36 Responder

      Obrigada, Luanna! <3 Beijocas

  • Lívia
    23 de setembro de 2015 - 23:23 Responder

    “Pego aquilo que não deu certo, pego aquela amizade não tão recíproca, aquele romance que não foi tudo o que podia e enterro a sete palmos. Já deu o que tinha que dar, já me ensinou o que tinha pra ensinar, agora chega.”
    Eu realmente acredito nisso: tudo que vem, vem pra nos ensinar alguma coisa!
    Amei o texto, Mylena! Parabénss! Estou (já sou) viciada nA Terapia! beijinhoss

    • a terapia de alice
      24 de setembro de 2015 - 11:35 Responder

      Obrigada por todo o carinho, Lívia! E é isso mesmo, TUDO vem para pelo menos nos ensinar alguma coisa! Beijos e continue com a gente <3

  • Ana Carla
    28 de setembro de 2015 - 14:18 Responder

    Amei o texto, era exatamente isso que eu precisava ler ! Vocês arrasam nas postagens,meninas.

    • a terapia de alice
      9 de outubro de 2015 - 12:58 Responder

      Obrigada, Ana! Continue com a gente :)

  • Jussara Alencar
    29 de setembro de 2015 - 05:32 Responder

    Bom dia!
    Texto perfeito no momento certo!
    Obrigada Mylena pelas sábias palavras!
    Tudo de bom pra você!
    Jussara

    • a terapia de alice
      7 de outubro de 2015 - 12:00 Responder

      Jussara, obrigada pelo carinho! Tudo de excelente para você também e continue com a gente! Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *