Go to Top

Não brinque de amar

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Vocês não precisam provar nada para ninguém, não precisam disfarçar sentimentos, nem guardar aquele “eu te amo” que não quer calar. Não precisa esperar para ligar pra ela no dia seguinte, não é necessário aguardar 7 minutos para não responder imediatamente a mensagem dele. Pra que adiar uma felicidade, quando se pode ser feliz aqui e agora?

As pessoas perdem oportunidades de viver um grande amor por medo de se entregar, achando que existe um manual, uma forma certa de jogar para ser o vencedor. E então, ao invés de apostar as suas fichas no outro, você esconde as cartas do baralho. É como se existisse uma competição para mostrar quem é melhor sozinho, sendo que todo mundo já percebeu que vocês são muito melhores juntos. No amor não existem regras, não dá para recomeçar do zero. Você tem apenas uma chance, então não a desperdice, você sabe que a verdadeira vitória é estar ao lado dela. Não é um troféu, é uma conquista diária… não jogue, se jogue! Faça planos, ao invés de fazer joguinhos.

Vocês dois tem tudo para dar certo, chega desta queda de braço, de tentar ver quem é o lado mais forte. Não brinque, o amor não é um jogo. Não tenha medo de não ganhar, porque no amor só perde quem desiste de amar.

♥ VEM ACOMPANHAR TAMBÉM
(clique para seguir)
NO INSTAGRAM:
@milenedamata|@aterapiadealice
YOUTUBEFACEBOOKTWITTER

 

8 Respostas para "Não brinque de amar"

  • Heliete
    1 de outubro de 2015 - 18:34 Responder

    Que lindo!!

    • a terapia de alice
      2 de outubro de 2015 - 12:55 Responder

      Que bom que gostou, muito obrigada! ♥

  • Ana Carolina risso
    2 de outubro de 2015 - 16:54 Responder

    Que lindo… Mas as vezes e tão difícil.. Hahahha..

  • Jaqueline
    25 de outubro de 2015 - 22:26 Responder

    Lindo seu texto, mas muitas das vezes não depende somente de uma pessoa.

  • Ana Carolina Azevedo
    22 de novembro de 2015 - 22:01 Responder

    Milene você simplesmente escreveu o que eu precisava, estou aos prantos. As vezes, no relacionamento, nos preocupamos demais com os limites, as regras e esquecemos de viver o amor

  • Juliana Laurindo
    21 de março de 2016 - 07:59 Responder

    Que lindo texto.
    Me identifico e compartilho. Nao gosto de “mi mi mi”, nao tenho paciência pra joguinhos, e acho que a gente tem que ser espontâneo.
    Viver. Amar. Aproveitar os momentos bons que o outro nos proporciona.

    Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *