Go to Top

Querido futuro marido

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Para casar comigo, eis algumas coisas que é importante você saber.

Eu aprendi a ser muito feliz sozinha, então se eu decidi dividir a minha vida com você, é porque nós dois precisamos fazer valer a pena. Não precisa me comprar com presentes caros, mas uma dose extra de romantismo sempre cairá bem.

Eu já sei que você não é um príncipe encantado, mas é importante agir como um, esteja eu toda maquiada, ou com um pijama velho no sofá largada.

Eu acordo um pouco mal humorada, mas com um pouquinho de paciência e um delicioso bom dia, meu bom humor matinal será todo seu. Eu não me importo se não der tempo de arrumar a nossa cama, desde que seja porque perdemos alguns minutinhos num abraço bem demorado.

Eu tenho pavor da rotina, então seu desafio será ser surpreendente. Eu preciso de elogios diários e sinceridade eterna.

Talvez a gente não tenha muito dinheiro para viajar todos os anos, mas eu quero que cada momento ao seu lado seja uma louca viagem que sempre dê saudade quando estivermos separados.

Eu sei, haverá momentos difíceis. As crises existem e nem tudo será sempre perfeito. Já me contaram que essa história de nunca dormir brigado é utopia, mas você precisa saber que, secretamente – e mesmo que eu me esforce para não demonstrar isso com a minha cara de braba, eu estarei sempre disposta a encontrar uma solução para todas as nossas diferenças. Portanto, seja bonzinho.

Se eu fizer algo que possa te magoar, me prometa que será o primeiro a me chamar para conversar. Quero ser muito mais do que sua esposa, quero ser a sua melhor amiga. A pessoa em que você poderá confiar de olhos fechados e dar boas risadas até altas horas da madrugada.

Ah! Tem mais uma coisinha: eu não sei cozinhar e nem pretendo aprender. Mas posso compensar seus deliciosos jantares com elogios, amor e carinho sem fim. <3

Pode ser que dê certo, pode ser que não. Mas da minha parte, além de te amar e te respeitar, eu prometo ser sempre eu mesma com você. Estou ansiosa pelos nossos domingos sem fazer nada, pela sua companhia num verão encalorado, e pelo seu pé aquecendo o meu num inverno gelado.

Querido futuro marido, você precisa saber: sou independente e feliz. Mas não sou egoísta. Estou disposta a dividir toda minha independência e felicidade com você.

 

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAlicePrile

 

33 Respostas para "Querido futuro marido"

  • Juliana nunes
    28 de dezembro de 2015 - 15:57 Responder

    <3 futuro marido! adorei

    • a terapia de alice
      28 de dezembro de 2015 - 17:22 Responder

      <3

  • Luciana Rodrigues
    28 de dezembro de 2015 - 16:00 Responder

    Amei,ótimas palavras e de atos perfeitos ,todo homem deveria saber disso,e agir assim,eu me identifiquei,muito,principalmente na parte do mau humor matinal.

    • a terapia de alice
      28 de dezembro de 2015 - 17:22 Responder

      quem nunca sentiu mau humor matinal que atire a primeira pedra, né? hihihi

  • Eula Paula De Souza
    28 de dezembro de 2015 - 16:29 Responder

    Amo todos os textos que são publicados mas esse QUERIDO FUTURO MARIDO sinceramente é encantador

    • a terapia de alice
      28 de dezembro de 2015 - 17:22 Responder

      Ahhh, obrigada! <3

  • Debora
    28 de dezembro de 2015 - 16:32 Responder

    Que lindoo!!!

    • a terapia de alice
      28 de dezembro de 2015 - 17:21 Responder

      Obrigada Debora! <3

  • Ana
    28 de dezembro de 2015 - 19:15 Responder

    Só vi egoísmo em seu texto. É o tipo de “me faça feliz independente do quão sacrificial isso será para você”. Isso não é amor. Isso é individualismo. Se queremos o bem, que sejamos nós as primeiras a plantá-lo!

    • a terapia de alice
      5 de janeiro de 2016 - 13:41 Responder

      Oi Ana! Muito obrigada pelo seu comentário e pelo seu ponto de vista! Se você é casada, deve saber que na maioria das vezes um relacionamento é um pouco mais pesado do que prazeroso, o que faz prevalecer a vontade de ficar junto são os momentos de prazer serem infinitamente melhores que os momentos difíceis. Certamente se fizermos nossa parte e plantarmos o bem, podemos nos dar ao “luxo” de exigir algumas coisas para nos sentirmos mais felizes, não é mesmo? E viva a diversidade de opiniões! :)
      Continue nos acompanhando! Abraços!

  • Rafael Lopes
    28 de dezembro de 2015 - 23:49 Responder

    Gente, posso passar a visão de quem tem uma convivência maravilhosa faz 15 anos e é casado há 8, com muito poucas brigas? Acho que muitos casais se separam, JUSTAMENTE POR ESSE TIPO DE IDEALIZAÇÃO. Então, ao invés de pensar em si, porque não pensar no outro primeiro? Deixa eu passar a minha visão desse texto. Coloca no feminino e vai dar bem igual!

    Eu aprendi a ser muito feliz sozinho, mas te amo demais pra deixar a oportunidade de viver junto contigo. Eu vou me esforçar demais pra te fazer feliz. Sou um quebrado, provavelmente não vou ter grana pra te dar presente algum, mas pode ter certeza que vou dar o meu melhor pra que eu seja o melhor presente pra você.

    Você não é uma princesa encantada e nem eu. Mas, vou me esforçar pra ficar apresentável pra você, pra que você sinta que eu dou importância pros momentos que vivemos juntos.

    Eu acordo mega mal humorado e sei q vc também. Mas, pode deixar que vou me esforçar muito pra te dar um beijo sincero de bom dia e pra catar os farelos de pão da bancada. Sim, eu me importo que a cama esteja arrumada, porque dá uma sensação de bem estar e limpeza. Então, vou dividir as tarefas com você, de forma que arrumar a cama não fique pesado pra ninguém.
    A rotina chega em qualquer casamento. Muitas vezes, vou me esquecer de te elogiar e você também vai. Mas, quando eu me lembrar, pode deixar que eu vou fazê-lo. Não fique triste se eu me esquecer de te elogiar e te prometo que eu não ficarei. Afinal, as atribulações do dia a dia fazem a gente ficar meio desatento. Agora, se eu ficar muito desatento, pode me dar um puxão de orelha. Pode deixar que eu farei o mesmo.
    Talvez a gente não tenha muito dinheiro pra viajar todos os anos, mas vou me esforçar pra ser uma boa companhia, mesmo quando a gente esteja vendo Netflix no sofá da sala. Vou puxar papo quando você estiver disposta e vou respeitar seu silêncio quando assim for necessário. Aliás, a gente tem que se esforçar pra não nos sentirmos constrangidos, quando estivermos em silêncio juntos.

    Haverá momentos difíceis. A gente vai brigar, com certeza. Mas, se a gente sempre tentar fazer um ao outro feliz (antes de fazermos felizes a nós mesmos), a gente vai brigar menos. E, quando a gente brigar, depois de fazer as pazes, com a cabeça fria, vamos tentar entender o ponto de vista um do outro. Às vezes, as brigas servem mesmo pra aparar arestas e mal entendidos que aparecem com o tempo. Então, ao invés de sermos bonzinhos e aceitarmos tudo passivamente, vamos dialogar e tentar chegar num consenso. E, por fim, cara de bravo não leva ninguém a lugar nenhum.

    Vou me esforçar pra não te magoar. Mas, quando isso acontecer (porque vai acontecer), tente se lembrar dos momentos bons que passamos juntos e tente entender que às vezes essas coisas acontecem. Eu vou fazer o mesmo e sempre te perdoar, quando você me machucar. Eu vou casar com você, porque eu já confio 100%. Se eu não confiasse, não casaria.

    Eu não sei cozinhar e não quero aprender. Mas, também não vou te cobrar ou obrigar. Se você não gosta de cozinhar e também não quer aprender, a gente come fora ou fila uma bóia na casa dos amigos.

    Eu estou casando com o firme propósito de fazer dar certo. Mas, pra dar certo, nós dois temos que estar comprometidos com isso. Da minha parte, eu vou me esforçar ao máximo pra te fazer feliz, pra te dar amor incondicional, sem esperar nada em troca. Estou casando contigo, porque só com você eu consigo ser eu mesmo.

    Por fim, vou respeitar sua individualidade e independência sempre.

    ENTÃO, GALERA, AO INVÉS DE VOCÊS FICAREM CRIANDO EXPECTATIVAS A RESPEITO DE COMO SEU MARIDO (OU ESPOSA) DEVEM SE COMPORTAR, PENSEM PRIMEIRO EM COMO VOCÊS DEVEM SE COMPORTAR. O SEGREDO É FAZER O OUTRO FELIZ PRIMEIRO (E NÃO SE FAZER FELIZ PRIMEIRO).

    • a terapia de alice
      5 de janeiro de 2016 - 13:36 Responder

      Oi Rafael! Muito obrigada pela sua contribuição, comentários de leitores são essenciais para que a gente compreenda outros pontos de vista, principalmente na visão masculina! Você, casado há 8 anos, e eu casada há 5, podemos afirmar com propriedade que nem sempre tudo acontece exatamente como eu (Priscila Ribas) escrevi, ou até mesmo como você escreveu sob outro ponto de vista. E aí está a beleza da vida: no inesperado dos relacionamentos e nas expectativas criadas (seu ponto de vista não deixa de ser uma expectativa de um relacionamento, certo?) – quem nunca teve, que atire a primeira pedra, não é mesmo?. Continue nos acompanhando! Abraços! :)

  • Daffiny Ribas
    29 de dezembro de 2015 - 01:00 Responder

    Só podia ter sido uma Ribas que tenha feito esse texto!! Hhahah lindo lindo

    • a terapia de alice
      5 de janeiro de 2016 - 13:29 Responder

      Hahahaha né?? Coisas de sobrenome! ;)

  • Nayra
    29 de dezembro de 2015 - 14:47 Responder

    Meninas, me tornei fã do blog e já li tudo que tem publicado. Mas esse texto do futuro marido, é tudo que eu quero dizer pra ele. rsrsrs
    Muito lindo e real!

    • a terapia de alice
      14 de janeiro de 2016 - 11:43 Responder

      Linda é você Nayra! Obrigada e continue nos acompanhando!

  • Daniel
    29 de dezembro de 2015 - 16:31 Responder

    O artigo parte do pressuposto que a protagonista é uma princesa com leve mal humor matinal, i.e., não precisa melhorar nada, só o príncipe-sapo tem que inventar mirabolâncias pra não deixar cair na rotina e a Cinderela não ficar entediada.

    Recomendo terapia quando “não aguento mais meu marido chato e acomodado e pançudo e feio”.

    • a terapia de alice
      13 de janeiro de 2016 - 23:46 Responder

      Acho que você não entendeu a essência do texto, Daniel… ele fala sobre uma mulher normal, como todas as outras, que espera que seus defeitos sejam aceitos, assim como ela está disposta a aceitar os defeitos do futuro marido. ;) Obrigada pelo seu comentário e continue nos acompanhando! Abraços!

  • Fernanda
    29 de dezembro de 2015 - 22:02 Responder

    Perfeito! <3

    • a terapia de alice
      13 de janeiro de 2016 - 23:43 Responder

      <3

  • Lorena krysna
    29 de dezembro de 2015 - 22:25 Responder

    futuro marido <3 perfeito prii parabéns ;)

    • a terapia de alice
      5 de janeiro de 2016 - 13:28 Responder

      Obrigada lindinha! <3

  • EC
    30 de dezembro de 2015 - 10:22 Responder

    Priscila, que lindo!!!

    Inspiradissima. Parabéns

    • a terapia de alice
      5 de janeiro de 2016 - 13:26 Responder

      Obrigada! <3

  • Pamela
    30 de dezembro de 2015 - 10:54 Responder

    Muito bom esse textos!! Acompanho sempre vcs!!! Estão de parabéns!!!

    • a terapia de alice
      5 de janeiro de 2016 - 13:26 Responder

      Obrigada lindinha! Continue nos acompanhando! <3

  • Angela Fagundes
    4 de janeiro de 2016 - 16:16 Responder

    Ahhhh .. esses textos que enchem o coração de paz !
    Apenas uma coisa: não parem nunca! O blog virou minha leitura diaria haha <3

    • a terapia de alice
      5 de janeiro de 2016 - 13:23 Responder

      Que delícia ler isso Angela! Vocês nos inspiram a sempre continuar! <3

  • quezia
    4 de janeiro de 2016 - 18:27 Responder

    Adoreiiiii…super legal!!! Amo todos os posts! Mas esse Querido Futuro Marido, é sensacional!

    • a terapia de alice
      12 de janeiro de 2016 - 23:46 Responder

      Obrigada lindinha! <3

  • Rebeca
    6 de janeiro de 2016 - 11:17 Responder

    simplesmente amei! <3

    "Querido futuro marido, você precisa saber: sou independente e feliz. Mas não sou egoísta. Estou disposta a dividir toda minha independência e felicidade com você."

    • a terapia de alice
      12 de janeiro de 2016 - 23:41 Responder

      Lindinha! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *