Go to Top

Olhe de novo pra ela

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Olhe bem para ela. Como se ela não fosse sua há tanto tempo. Imagine que ela é só mais uma mulher passando o rímel enquanto o semáforo está vermelho ou que você não sabe que a unha dela está já está com o esmalte vencido porque ela teve que trocar o horário da manicure pelos relatórios do trabalho.

Você lembra o porquê se apaixonou por ela? Era o seu jeito de falar? De explicar coisas tão malucas como se fossem os projetos mais certeiros da vida?

Era a capacidade que ela tinha em achar até o mínimo objeto naquela bolsa que ela carregava sempre bagunçada? Ou o quanto vocês podiam conversar sobre qualquer assunto, durante horas, sem cansar?

Todas essas coisas incríveis que ela costumava fazer ainda estão ali. Mais escondidas, é claro, perdidas em meio à correria do dia a dia. Estão entre um mau humor matinal e o peso na consciência que ela fica quando prefere ir dormir mais cedo a ir à academia. Tem aquele chefe que não larga do pé dela também, e os prazos que são sempre tão curtos que fica um pouco difícil ter todo aquele tempo de antes para se divertir.

Convide-a para um jantar romântico. Sim, no meio da semana, em casa mesmo. Um prato simples. Mas sem encostar no celular, sem se preocupar com as contas que vencem no dia 10, sem falar sobre os projetos que tomam o tempo de vocês o dia todo no trabalho.

Olhe bem para ela. Você vai perceber que, depois de tanto tempo, já conhece todos os detalhes do corpo dela. Tudo aquilo que te deixava maluco quando você a conheceu, assim como todos os seus defeitos. E essa é a beleza dos relacionamentos sólidos – ir além do que ela pode mostrar para qualquer um. É amar até os seus defeitos.

Se, de repente, ela deixasse de ser sua: você teria dado mais atenção aos pedidos dela? Teria sido menos mal humorado nos momentos de correria? Teria recusado tomar aquela cervejinha com ela em plena quarta-feira porque não queria sair da sua dieta? Teria ficado tanto tempo ocupado no seu celular enquanto ela estava ali ao seu lado, deitada no sofá?

Ela está aqui. E ela é sua. Então, olhe para ela todos os dias como se fosse a primeira vez. Lembre-se todos os dias o porquê você se apaixonou por ela, e se apaixone de novo. Diga pra ela o quanto ela fica linda com aquela roupa. Mesmo que ela já saiba que você a acha linda de qualquer jeito. Elogie o cabelo dela. Preste atenção nas coisas que ela te conta.

Outras pessoas interessantes existem e você vai esbarrar com diversas delas todos os dias. Mas se você exercitar a olhar de novo para ela diariamente, e lembrar do quanto ela era – e ainda é – tão ou mais interessante do que todas essas pessoas, as outras serão só as outras perto dela, que sabe exatamente como acelerar o seu coração, basta você se lembrar.

Porque hoje ela está aqui e é sua. Mas amanhã, ninguém sabe.

♥ VEM ACOMPANHAR TAMBÉM
(clique para seguir)
NO INSTAGRAM:
@milenedamata|@aterapiadealice
YOUTUBEFACEBOOKTWITTER

Bases_Assinaturas_ATerapiaDeAlicePrile

, ,

2 Respostas para "Olhe de novo pra ela"

  • Fabiola
    31 de março de 2016 - 17:13 Responder

    Priii, que texto lindo!!

    A melhor parte foi ” Olhe para ela todos os dias como se fosse a primeira vez. “

    • a terapia de alice
      31 de março de 2016 - 18:33 Responder

      Obrigada lindinha! <3

Deixe uma resposta para Fabiola Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *