Go to Top

Não quero apego, quero amor

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Eu já sabia desde o início que não podia me apaixonar por você. Lá dentro eu sabia que era coisa de uma noite e nada mais. Não sou boba e sabia onde estava me metendo. E no fim, me apegar a você seria a pior das armadilhas que eu poderia cair. Mesmo assim, mesmo sem querer, e inconscientemente, meu coração teimava em querer o seu. Coração bobinho!

Nossa relação nunca exigiu muitas explicações, tudo o que importava era estarmos juntos. E quando estávamos juntos, tudo que nos interessava era estava ali, sendo um do outro. Os problemas ficavam de fora e naquele momento o amor era o mais sincero, a paixão era acesa e recíproca. O meu cérebro sabia que não deveria levar a sério nada que era dito por você, mas o difícil era convencer meu coração daquela triste realidade.

Confesso, eu acreditei que poderíamos dar certo, que aqueles momentos poderiam ser levados para nossas vidas. Pura ilusão! Meu pobre coração, não aguentava ver ao menos uma mensagem sua chegar, e já sabia onde iria parar. Era sempre a mesma coisa, uma mensagem chegava, eu te enchia de amor, depois disso você sumia de três a cinco dias até que outra mensagem chegasse e o processo se repetisse novamente.

Eu sei que em algum momento daqueles meses você também sentiu alguma coisa por mim. Mas foi aquilo que fez com que eu fosse cansando de você a cada encontro, a tortura daqueles dias sem notícias suas. No fim das contas sabia que não era paixão, a paixão só existia quando estávamos juntos, aquilo estava mais para apego, afinal não tinha como não se apegar. Meu coração já um pouco mais esperto, soube direitinho como desapegar daquelas batidas fortes que você causava, hoje ele espera por alguém que o faça não apenas estremecer, mas que seja capaz de amá-lo.

Acompanhe A Terapia de Alice também no Instagram ♥

2 Respostas para "Não quero apego, quero amor"

  • Kelly Paiva
    10 de agosto de 2016 - 09:03 Responder

    Que texto lindoooo!!
    Me descreveu toda!

    Cada dia mais apaixonada pelo trabalho de vocês ! <3

  • Josi Vaz
    16 de agosto de 2016 - 09:25 Responder

    Lindo texto… Me li nas entrelinhas rsrs..Parabéns pelas publicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *