Go to Top

Eu levo o amor a sério

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

 

♥ VEM ACOMPANHAR TAMBÉM
(clique para seguir)
NO INSTAGRAM:
@milenedamata|@aterapiadealice
YOUTUBEFACEBOOKTWITTER

2 Respostas para "Eu levo o amor a sério"

  • Matheus A.
    24 de setembro de 2016 - 13:12 Responder

    Olá Natália e pessoal,

    Reflexão realmente muito interessante que você fez em seu texto. Falar de amor é realmente algo interessante, pois quando abordamos um ponto, na verdade esse ponto atinge uma área bastante extensa de muitas histórias e situações vivenciadas por várias pessoas. Falar de amor parece ser algo tão específico, mas que na realidade já houveram inúmeras experiências relacionadas, e esse é o legal de falar de amor, pois com ele unimos todas as nossas experiências ‘linkadas’ em uma abordagem.

    Comentando a respeito da minha história (Eu já virei um leitor fiel aqui no A Terapia de Alice), é algo que ainda machuca comentar mas faz parte da minha vida e as vezes esse tipo de dor é bom ser exposta (como eu disse, o amor é um link que faz um círculo social extremamente forte e infinito) para que possamos melhorar a cada dia. Eu já expus a minha história completa em um outro post feito aqui no blog e desta vez especificarei mais um pouquinho, me baseando na postagem é claro.

    O Amor, principalmente para nós jovens, e inexperientes como é o meu caso, é realmente algo diferente e difícil de distinguir o que é pura atração ou a vivência de um período de tempo, e o que é o verdadeiro Amor. Vemos sempre as pessoas dizendo e desperdiçando algo tão puro que é dizer um “Eu te amo” , que muita das vezes quando não temos base com relação a isso, simplesmente tendemos a repetir e repetir esse erro (especialmente se a pessoa não para pra refletir o assunto). Em meu caso, eu já desperdicei “Eu te amo” muitas vezes pensando que era algo verdadeiro, mas no final das contas aquilo ia embora e o “Eu te amo” realmente nunca existiu. No inicio confundimos muito os sentimentos e acabamos fazendo besteira em nossas vidas e na vida do próximo, mas me aconteceu algo único que me fez simplesmente parar e pensar “Ual! O que é isso que estou sentindo? Aquela pessoa não sai da minha cabeça, eu adoraria tê-la por perto sempre, quando ela chega perto meu coração simplesmente dispara e quando ela se afasta parece que alguma coisa está faltando em minha vida; olho para ela todas as manhãs e aprecio o raio de sol em seu rosto e seus olhos brilhando de uma maneira intensa, assim como seu lindo cabelo loiro que reflete uma cor estonteante de um ouro mais fino que possa existir”. Será paixão ou será Amor? – Me perguntei.

    Após alguns dias dessa reflexão, estávamos em um momento cujo a música simplesmente entrou em ressonância com nossos gostos e principalmente no exato momento que deveria entrar e assim intensificou mais ainda aquela situação que estávamos vivendo. Estávamos dentro do carro nesse dia e tínhamos acabado de ver o pôr do sol da praia da reserva, então estava tudo em sintonia. “Será o momento certo?” – Eu me perguntei. Logo pensei: “Eu prometi a ela que o que importava para mim era o que estava em seu coração e em sua mente. Estaria com ela em seus momentos felizes e difíceis segurando suas mãos (não importando a distância, já que ela voltaria para Curitiba em alguns dias), e estava realmente sentindo tudo aquilo que tinha refletido anteriormente, então se isso não é Amor, eu não sei o que é”. Foi então que no ápice da música “Lady in Red” eu disse “Eu te amo”, mas não obtive resposta ( o que me deixou apavorado, pois eu sabia que uma dessas poderia afastá-la. Mesmo assim eu estava seguro do que tinha dito). A resposta veio quando ela já tinha voltado para Curitiba e simplesmente me chamou e disse “Eu preciso te dizer uma coisa” , e nesse momento eu gelei e entrei em pânico (literalmente), pois achava que ela iria terminar, mas foi o contrário ela disse que não parava de pensar em mim o dia todo e que o coração dela estava palpitando muito forte, e que ela sabia que era por minha causa. Então veio o “Eu te amo”. Foi um dos momentos mais felizes da minha vida! Um amor correspondido, com uma pessoa incrível!

    Por que então me machuca tanto falar disso? Bem, a história completa no outro post eu comento o que aconteceu. No dia 12/09/16, ela disse novamente “Eu preciso te dizer uma coisa” e eu novamente fiquei com um pé atrás, pois se ela quisesse falar “Eu te amo” novamente não seria mais necessário desse drama. Foi então que ela disse: “Matheus, não está dando certo…” , então eu caí em prantos e tentei demonstrar o máximo de apoio que eu tinha prometido a ela em todos os momentos e foi o que eu fiz. Eu ainda penso nela, acredito no “Eu te amo” dela, e sei que todos aqueles momentos que eu a fiz sorrir, relaxar, pensar, se sentir bem, etc.. foram reais; assim como tudo que ela fez por mim.

    Parece que eu perdi a mulher da minha vida, né? Ainda me culpo muito por algumas coisas que fiz como ser presente demais, demonstrar demais, exacerbar demais e tudo demais é prejudicial. Mas a esperança é a última que morre, não é? Eu tinha marcado já a passagem para Curitiba e tinha pensado muito em cancelar, mas como ela disse que não queria que eu sumisse da vida dela e sempre usando “talvez” e palavras de incerteza, eu simplesmente decidi que se não a tiver de uma forma, ainda tentarei manter a sua amizade, pois teve um outro dia que eu disse a ela “A gente da certo pois além disso tudo que está acontecendo, nós somos amigos e nos entendemos de forma verdadeira”. Se a mesma não quiser me ver, ficarei triste mas seguirei a vida e ainda vou continuar achando ela incrível!

    Aprendi o que é sentir e demonstrar Amor, então agora mesmo que reforçou a minha ideia de que relacionamentos rasos ou o famoso “ficar”, não valem a pena.

    Beijão a todos.

    O post com a minha história: http://aterapiadealice.com/2014/04/distancia-nao-significa-nada-quando-alguem-significa-tudo/#comment-11369

  • EC
    9 de novembro de 2016 - 06:01 Responder

    Bem a realidade, sou assim, intenso!!

    “mas amor pra mim é coisa séria, e eu te amo não é bom dia.”…COISA SÉRIA S2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *