Go to Top

Amiga não precisa estar perto para estar junto

♪ Clique aqui para ouvir Gravity enquanto lê este texto, ou clique aqui para ouvir a Playlist Milene da Mata completa no Spotify ♥

Amiga, hoje me deu um aperto no coração de saudades pensando em você! Saudades dos tempos em que nos víamos todos os dias, daquelas tardes que ficávamos emendando um assunto no outro e rindo como se não houvesse amanhã.

Sabe, esse negócio de ser gente grande é complicado, tem dias que a rotina engole a gente, tudo fica meio no automático e a gente acaba convivendo menos com as pessoas que a gente ama. O amor não diminui, é verdade, mas tem dias, como hoje, que as lembranças daquele tempo bom vem com tanta força que chega a transbordar pelos olhos.

Chega a ser clichê essa mania que a gente tem de achar que teremos tempo amanhã, vamos deixando o que é importante para depois, até que descobrimos que já não temos tempo mais. Que tudo que a gente viveu faz parte de um capítulo da nossa história e que não tem volta. E seguindo o clichê, é nessas horas que valorizamos mais, deixamos até as diferenças pra trás e colocamos na estante aquela fotografia só pra lembrar que a gente era feliz e sabia!

Eu queria que você soubesse que mesmo que o tempo não esteja a nosso favor e os quilômetros insistam em não encurtar, eu estarei sempre “logo ali” pra você. Naquela mensagem do WhatsApp que eu respondi só com o coração (preciso melhorar nisso…), no e-mail cheio de detalhes que mais parece um livro (preciso melhorar nisso também!) e naquela ligação que nos faz tão bem!

Aliás, sei que já passamos por altos e baixos, acredito que toda amizade – amizade de verdade – é assim. Mas quero que você saiba que pensar em você me faz bem, porque mesmo quando a saudade aperta, eu sei que em algum lugar existe alguém com quem eu posso contar.

♥ VEM ACOMPANHAR TAMBÉM
(clique para seguir)
NO INSTAGRAM:
@milenedamata|@aterapiadealice
YOUTUBEFACEBOOKTWITTER

 

 

 

Uma Resposta para "Amiga não precisa estar perto para estar junto"

  • Manuela Guzzo
    17 de fevereiro de 2017 - 10:14 Responder

    Adoro os textos de vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *